GNR apreende mais de 700 quilos de ouriços-do-mar em Viana do Castelo

A GNR, através da Unidade de Controlo Costeiro, apreendeu no distrito de Viana do Castelo mais de 700 quilos de ouriços-do-mar, num valor estimado de 3.590 euros, foi hoje anunciado.

GNR apreende mais de 700 quilos de ouriços-do-mar em Viana do Castelo

GNR apreende mais de 700 quilos de ouriços-do-mar em Viana do Castelo

A GNR, através da Unidade de Controlo Costeiro, apreendeu no distrito de Viana do Castelo mais de 700 quilos de ouriços-do-mar, num valor estimado de 3.590 euros, foi hoje anunciado.

A GNR, através da Unidade de Controlo Costeiro, apreendeu no distrito de Viana do Castelo mais de 700 quilos de ouriços-do-mar, num valor estimado de 3.590 euros, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a GNR de Matosinhos adiantou que daquela ação policial, que ocorreu na quarta-feira, “resultou a identificação de um homem de 50 anos, tendo sido elaborado um auto de contraordenação por falta de rastreabilidade, infração punível com uma coima que pode ascender aos 25.000 euros”.

Segundo aquela força policial, a ação decorreu “no âmbito de uma ação de fiscalização dirigida ao transporte de pescado fresco e de bivalves”.

Os militares da Guarda Nacional Republicana “detetaram uma viatura que transportava cerca de 718 quilos de ouriços-do-mar (Paracentrotus lividus), cuja documentação não permitia determinar a sua origem e rastreabilidade, o que pode constituir um perigo para a saúde pública”.

Os ouriços-do-mar, por se encontrarem vivos, foram devolvidos ao seu habitat natural.

A captura, depósito e expedição deste tipo de bivalves, sem que sejam sujeitos a depuração ou ao controlo higiossanitário, pode colocar em causa a saúde pública, caso seja introduzido no consumo, devido à possível contaminação com toxinas”.

A GNR reforça a necessidade “do documento comprovativo da origem fundamental para a prevenção da introdução de forma irregular no consumo”.

LEIA AINDA
Julgado hoje empresário que ateou fogo a prédio e matou locatário
Homem atirado de carrinha após ser regado com gasolina e queimado
Amarrado de pés e mãos, com sinais de espancamento e queimado depois de ter sido regado com gasolina. Foi desta forma que um homem foi encontrado ontem à tarde na berma da ‘reta de Coina’, uma zona de prostituição que atravessa Fernão Ferro, no concelho do Seixal. (… continue a ler aqui)

 

Impala Instagram


RELACIONADOS