Galeria Zé dos Bois programa ciclo no Teatro São Luiz em Lisboa

O Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa, acolhe, entre 29 de setembro e 02 de outubro, um ciclo que cruza artes visuais, música e ‘performance’, programado pela Galeria Zé dos Bois (ZDB).

Galeria Zé dos Bois programa ciclo no Teatro São Luiz em Lisboa

Galeria Zé dos Bois programa ciclo no Teatro São Luiz em Lisboa

O Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa, acolhe, entre 29 de setembro e 02 de outubro, um ciclo que cruza artes visuais, música e ‘performance’, programado pela Galeria Zé dos Bois (ZDB).

Antecipando o 26.ª aniversário, a ZDB, associação cultural sem fins lucrativos, criada em 1994 e sediada no Bairro Alto, em Lisboa, propõe neste ciclo “uma programação nacional e, como habitualmente, desperta — através da apresentação de um programa de ‘performances’, música e as suas intersecções com as artes visuais — as curiosas ligações entre entidades que por vezes parecem antagónicas”.

De acordo com a ZDB, em comunicado, “neste programa, novas particularidades sonoras e musicais são combinadas com ‘performances’ e propostas visuais desafiantes”.

O ciclo arranca no dia 29 de setembro com “Peça do coração: EXCALIBUR”, uma ‘performance’ da coreógrafa e bailarina Mariana Tengner Barros, que “projeta cruzamentos disciplinares em colaboração com o artista gráfico Mark Angelo e a equipa da A Bela Associação”.

O processo de criação de “Peça do coração: EXCALIBUR”, que terá apresentações às 18:00 e às 20:00, na Sala Mário Viegas, “teve origem no mapeamento das árvores mais antigas da área da grande Lisboa”.

“Grande parte da pesquisa desenvolveu-se sob ações simbólicas resultantes do diálogo com a comunidade local, ‘workshops’ gratuitos, pequenas ‘performances’ e gravações de vídeo”, refere a ZDB.

No dia 30 de setembro, às 21:00, a Sala Luís Miguel Cintra acolhe as atuações da cantora Luna Pena com o artista João Simões, “com largo trajeto por entre a instalação ou o vídeo”, e do saxofonista Pedro Sousa.

No dia 01 de outubro, é a vez do coreógrafo e bailarino Dinis Machado apresentar, às 18:00 e às 20:00, na Sala Mário Viegas, “CONSUBSTANTIATION”, definido pela ZDB como “um ‘drag show’ estranho”.

“Deslocando-se de uma perspetiva de género e de identidade sexual binários, a ‘performance’ desenvolve-se a partir da criação de um imaginário de ‘um espaço entre’, tanto sexual como de género, e da sua personificação: um corpo humano que se aproxima de um género-objeto”, lê-se no texto de apresentação da ‘performance’.

Para o mesmo dia, está também agendado, às 21:00, na Sala Luís Miguel Cintra, a apresentação de “Superstar Desilusão”, o álbum mais recente de Primeira Dama (Manuel Lourenço), que estará acompanhado pela banda Xita. Além de Primeira Dama, atua ainda o músico Alek Rein (Alexandre Rendeiro).

Para o último dia do ciclo, 02 de outubro, estão agendadas uma ‘performance’ e um concerto, ambos na Sala Luís Miguel Cintra, às 21:00.

Alice dos Reis e Odete apresentam “PORTAL”, ‘performance’ que “combina som, texto, canto e instalação, na projeção de uma narrativa comum a partir de dois exoplanetas paralelos”.

Já o ‘rapper’, músico e artista visual Tristany irá apresentar “Meia Riba Kalxa”, álbum de estreia em nome próprio, que é “um abalo no ‘rap tuga’ como há muito não se ouvia”.

JRS // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS