Fórum Ibero-Americano das Artes distingue três artistas portugueses

O ator e encenador Rui Mendes, o músico e escritor de canções Zeca Medeiros e o bailarino e coreógrafo Paulo Ribeiro são distinguidos na próxima quinta-feira, pelo Fórum Ibero-Americano das Artes.

Fórum Ibero-Americano das Artes distingue três artistas portugueses

Fórum Ibero-Americano das Artes distingue três artistas portugueses

O ator e encenador Rui Mendes, o músico e escritor de canções Zeca Medeiros e o bailarino e coreógrafo Paulo Ribeiro são distinguidos na próxima quinta-feira, pelo Fórum Ibero-Americano das Artes.

Os artistas portugueses são distinguidos no âmbito da XXX Assembleia Geral Anual da Federação Ibero Latino Americana de Artistas, Intérpretes ou Executantes (FILAIE), que se realiza em Sintra, a partir de segunda-feira, anunciou hoje a cooperativa Gestão do Direitos dos Artistas (GDA).

A cerimónia de homenagem aos três artistas portugueses realiza-se no Palácio Nacional de Sintra, seguindo-se um recital pela guitarrista Marta Pereira da Costa.

Na ordem de trabalhos da assembleia-geral, que se reúne de segunda a quinta-feira próximas, vão estar “as questões ligadas à remuneração justa pela utilização das obras dos artistas nas grandes plataformas digitais — como o Youtube, o Spotify, a Google ou o Facebook”, segundo comunicado da GDA.

“A ‘Internet Justa para os Artistas’ é uma causa do espaço europeu que a Diretiva para os Direitos de Autor do Parlamento Europeu colocou na agenda política, estando os artistas dos países que pertencem à FILAIE empenhados em discutir a pertinência das mesmas questões no espaço latino-americano”, segundo a mesma fonte.

A GDA defende o “princípio universal” do “reconhecimento e de uma remuneração justa sempre que as obras dos artistas são exploradas comercialmente nas plataformas digitais”, disse o presidente da GDA, Pedro Wallenstein.

“Estas plataformas armazenam e permitem o acesso a grandes quantidades de obras e outros materiais protegidos carregados pelos utilizadores, pelo que tem de ser obrigatório o pagamento de direitos de autor e de direitos conexos de forma justa”, enfatizou.

A FILAIE representa “mais de300.00 artistas”, e foi fundada em 1998, sendo uma federação constituída por sociedades de gestão dos direitos dos artistas, a GDA é a representante de Portugal.

NL // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS