Festival Outono em Jazz da Casa da Música é dedicado sobretudo ao jazz nacional

Artistas portugueses que têm percorrido “alguns dos caminhos mais exploratórios do jazz atual” compõem o cartaz do festival Outono em Jazz, que a Casa da Música, no Porto, acolhe a partir do dia 16.

Festival Outono em Jazz da Casa da Música é dedicado sobretudo ao jazz nacional

Festival Outono em Jazz da Casa da Música é dedicado sobretudo ao jazz nacional

Artistas portugueses que têm percorrido “alguns dos caminhos mais exploratórios do jazz atual” compõem o cartaz do festival Outono em Jazz, que a Casa da Música, no Porto, acolhe a partir do dia 16.

De acordo com o cartaz hoje anunciado, a nona edição deste festival abrirá com um concerto do contrabaixista André Carvalho, numa altura em que edita o álbum “Lost in Translation”, pela norte-americana Outside in Music.

As composições de “Lost in translation”, que André Carvalho mostrará acompanhado pelo guitarrista André Matos e pelo saxofonista José Soares, inspiram-se em palavras intraduzíveis de várias línguas, como o sueco ou o tulu.

Na ideia de escutar as “criações mais recentes de músicos que se têm destacado dentro e fora de fronteiras”, o Outono em Jazz acolherá, no dia 17, o encontro em palco entre o músico português João Pais Filipe e o alemão Burnt Friedman, entre percussão e eletrónica.

No dia 19, abre-se espaço ao L.U.M.E, Lisbon Underground Music Ensemble, também com álbum novo em carteira, intitulado “Las Californias”.

O coletivo, criado e dirigido por Marco Barroso, terá ainda três outras datas, além da Casa da Música, para apresentar o novo álbum: no dia 22, na Macedónia do Norte, no dia 29, no Jazz ao Centro, em Coimbra, e, a 14 de novembro, no Reino Unido.

O Outono em Jazz contará ainda com o septeto Omniae Ensemble, de Pedro Melo Alves, que na Casa da Música expandir-se-á para um agrupamento de 22 elementos, da atual música improvisada, experimental e erudita, com direção do maestro Pedro Carneiro.

A 22 de outubro, estará o baterista João Lencastre, em trio, com Drew Gress e Leo Genovese, e o encerramento, no dia seguinte, será com uma dupla atuação do trio TGB, Sérgio Carolino (tuba), Mário Delgado (guitarra) e Alexandre Frazão (bateria), e com o grupo brasileiro Banda Zil.

A banda que junta jazz e música popular brasileira teve uma curta duração e apenas um álbum nos anos 1980, tendo sdo retomada recentemente.

Segundo a Casa da Música, o grupo – que atuará também a 25 de outubro em Lisboa – prepara-se para gravar um álbum em Portugal.

SS // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS