Festival Internacional de Teatro e Artes para a Infância e Juventude regressa a Santarém

A 16.ª edição do FITAIJ – Festival Internacional de Teatro e Artes para a Infância e Juventude realiza-se de 05 a 10 de outubro, em Santarém, com espetáculos, exposições, ‘flashmobs’, conferências, formações, ações em escolas.

Festival Internacional de Teatro e Artes para a Infância e Juventude regressa a Santarém

Festival Internacional de Teatro e Artes para a Infância e Juventude regressa a Santarém

A 16.ª edição do FITAIJ – Festival Internacional de Teatro e Artes para a Infância e Juventude realiza-se de 05 a 10 de outubro, em Santarém, com espetáculos, exposições, ‘flashmobs’, conferências, formações, ações em escolas.

Com a participação de grupos oriundos de seis países, a edição deste ano retoma a que se deveria ter realizado em 2020, cancelada devido à pandemia da covid-16, ficando marcada pela perda, em maio deste ano, do seu fundador e maior inspirador, Carlos Oliveira “Chona”, afirma uma nota da FITIJ Associação Cultural.

O FITAIJ, que tem como tema central as “artes de rua”, vai receber a participação de grupos provenientes de Portugal, Brasil, Espanha, Estados Unidos, França e Itália, resultando de uma organização conjunta do FITIJ Associação Cultural, da Câmara Municipal de Santarém e da Fundação Inatel, acrescenta.

O festival será antecedido da inauguração, no dia 02 de outubro, da exposição “Chona — Paixões e Afetos”, em “reconhecimento a Carlos Oliveira”, um “homem de causas e conciliador” que esteve na origem do Teatrinho de Santarém e de iniciativas como o FITAIJ, a qual estará patente no W Shopping até dia 17.

Graças a parcerias com os concelhos vizinhos de Almeirim, Cartaxo e Coruche e ainda com o festival Acaso, de Leiria, alguns dos espetáculos, que se realizarão em espaços culturais formais e, principalmente, em cenários não formais (escolas, pátios, polivalentes), andarão em itinerância.

A organização privilegiou espaços abertos como forma de “garantir ao público-alvo (crianças e jovens) a segurança e conforto neste momento delicado da saúde pública nacional, depois de muito tempo sem esta oferta”, afirma a nota.

O festival abre dia 05, às 16:00, no Teatro Sá da Bandeira (TSB), em Santarém, com o espetáculo de malabarismo “Monociclo e Magia”, pela dupla burlesca de circo Les Globules Bleus (França), estando agendado para o dia seguinte, no mesmo local, mas às 10:30, o espetáculo de marionetas “O Portal Encantado”, pelo grupo brasileiro Dragão 7.

Nos dias 06, 07 e 08 de outubro, o W Shopping recebe ‘flashmobs’ (animações imprevistas), pelos Human’Art.

No dia 06 é retomada a programação do Cineclube de Santarém no TSB, sendo exibido nesse dia, em parceria com o festival, o filme de animação para público adulto “As andorinhas de Cabul”, realizado por Zabou Breitman e Eléa Gobbé-Mévellec.

Para dia 07, está agendado o espetáculo de marionetas “Acende a noite”, da Quinta Parede, e, dias 08 e 09, “Que não te assuste o meu nome”, pelo grupo espanhol Títeres de María Parrato, sendo apresentado, dia 08 à noite, “Evolução do Homem”, malabares e dança contemporânea pelos Human’Art.

No dia 09, às 17:00, na Praceta Amarela, o espanhol Javier Ariza apresenta “Carman”, uma comédia de rua e espetáculo de artes circenses, em parceria com o 26.º Festival Acaso, no mesmo dia em que, à noite, Paulo Patrício apresenta no TSB a peça de teatro “A menina da rádio”.

No encerramento, dia 10 de outubro, no Convento de S. Francisco, há “Histórias de Sonho”, contos para a infância pela associação/livraria Aqui Há Gato, palhaços com o Veto Teatro Oficina e improvisação ‘clown show’ pelo argentino Menzo Menjunjes.

Da programação fazem ainda parte espetáculos como “Otus_Extract”, artes circenses pela companhia Oliveira e Bachtler (EUA e Portugal), “Crassh_DuoCircus”, circo contemporâneo, pelo WeTumTum, a estreia da “Seleção de Contos de Guerra Junqueiro”, pelos Alem Mundus, e uma Oficina de Máscaras, dinamizada pelo Neamera Teatro (Itália).

Os organizadores do FITAIJ sublinham a programação que o festival tem proporcionado, ao longo dos últimos 16 anos, a crianças e jovens que não têm uma oferta cultural regular, ao deslocar-se a escolas, lamentando, contudo, que algumas delas não tenham feito “um esforço acrescido para esse acolhimento”.

“Apesar do projeto contemplar, de modo especial, o pequeno público, muitas das iniciativas são dirigidas a uma audiência vasta: crianças, jovens e famílias”, que poderão usufruir, nomeadamente, das performances que serão apresentadas no fim de semana de 09 e 10 de outubro, na Praceta Cónego Formigão (Praceta Amarela), em S. Domingos, e no exterior do Convento de S. Francisco, afirma a nota.

 

MLL // MCL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS