Festival de Veneza distingue realizador Ridley Scott por contributo para o cinema

O realizador e produtor britânico Ridley Scott vai ser homenageado pelo Festival Internacional de Cinema de Veneza, que acontece em setembro, pelo seu contributo para o cinema contemporâneo, anunciou hoje a organização.

Festival de Veneza distingue realizador Ridley Scott por contributo para o cinema

Festival de Veneza distingue realizador Ridley Scott por contributo para o cinema

O realizador e produtor britânico Ridley Scott vai ser homenageado pelo Festival Internacional de Cinema de Veneza, que acontece em setembro, pelo seu contributo para o cinema contemporâneo, anunciou hoje a organização.

O Festival de Veneza decidiu atribuir o prémio “Glória ao Cineasta” a Ridley Scott, estando a cerimónia de entrega marcada para 10 de setembro, penúltimo dia da 78.ª edição do evento, quando também vai ser exibido, fora de competição, o seu mais recente título, “The Last Duel”, com Matt Damon, Adam Driver, Jodie Comer e Ben Affleck no elenco.

“A sua abordagem pessoal ao cinema de género, que reconcilia de forma bem-sucedida os requisitos do entretenimento, as expectativas do público em geral e as exigências dos críticos é o elemento mais distintivo do cinema de Ridley Scott”, afirmou, em comunicado, o diretor do Festival de Veneza, Alberto Barbera.

O responsável do evento realçou a importância de filmes como “Alien: O Oitavo Passageiro” ou “Blade Runner” como marcos que influenciaram o cinema das décadas seguintes.

“Em ‘Thelma & Louise’ pareceu antecipar os debates de hoje sobre o estatuto das mulheres e a sua vontade de afirmação. Em ‘Gladiador’, reviveu o género de ‘espada-e-sandália’, que esteve abandonado depois de amplamente explorado nos anos 1960, enquanto em ‘Cercados’ impôs um novo e espantoso padrão no realismo participatório dos filmes de guerra”, acrescentou Barbera.

O 78.º Festival Internacional de Cinema de Veneza vai acontecer entre 01 e 11 de setembro naquela cidade italiana, sem portugueses na seleção oficial, e vai distinguir os atores Jamie Lee Curtis e Roberto Benigni com o Leão de Ouro de carreira

No programa “Final Cut” de Veneza, para obras em fase de finalização, estará o documentário “As noites ainda cheiram a pólvora”, do realizador moçambicano Inadelso Cossa, numa coprodução entre Moçambique, Alemanha, França, Noruega, Países Baixos e Portugal.

TDI // MDR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS