Festival de Locarno premeia cineasta norte-americano Abel Ferrara e uma comédia asiática

Uma comédia asiática coproduzida pela Indonésia, Singapura e Alemanha e o cineasta norte-americano Abel Ferrara foram os grandes vencedores da 74.º edição do Festival de Cinema de Locarno, que hoje termina na Suíça, que também distinguiu uma curta-metragem brasileira.

Festival de Locarno premeia cineasta norte-americano Abel Ferrara e uma comédia asiática

Festival de Locarno premeia cineasta norte-americano Abel Ferrara e uma comédia asiática

Uma comédia asiática coproduzida pela Indonésia, Singapura e Alemanha e o cineasta norte-americano Abel Ferrara foram os grandes vencedores da 74.º edição do Festival de Cinema de Locarno, que hoje termina na Suíça, que também distinguiu uma curta-metragem brasileira.

O galardão Leopardo de Ouro foi atribuído à comédia “Vengeance is Mine, All Others Pay Cash”, obra assinada por Edwin, um dos cineastas mais reconhecidos na Indonésia.

Segundo o júri do certame, a comédia premiada “regressa aos filmes de ação das décadas de 80 e 90” e “explora o masculino e o feminino num mundo machista”.

Outro dos principais galardões do festival, o prémio para melhor realizador, foi atribuído ao cineasta norte-americano Abel Ferrara pela obra “Zeros and Ones”, uma coprodução da Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos da América.

“O cinema mantém-nos jovens e livres, é uma poderosa ferramenta quando a usas com boas intenções”, afirmou Abel Ferrara, presente em Locarno, ao receber o prémio.

O filme chinês “Jiaoma tanghui” (“A New Old Play”, na tradução em inglês), de Qiu Jongjiong e coproduzido por Hong Kong e França, arrecadou o prémio especial do júri.

No palmarés do festival destaque ainda para a obra do brasileiro Leonardo Martinelli “Fantasma Néon”, que foi distinguido com o prémio Leopardo de Ouro para a melhor curta-metragem internacional.

Na programação e a concurso no festival, que começou no passado dia 04 de agosto, constavam vários portugueses, como o realizador Samuel Barbosa que estreou em Locarno o documentário “A távola de Rocha”.

“Hotel Royal”, de Salomé Lamas, no concurso de ‘curtas’ de autor da secção “Pardo di domani” (“Leopardo de Amanhã”), e a trilogia “Pathos Ethos Logos”, com mais de dez horas de duração, de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, fora de competição, foram os outros nomes nacionais presentes no certame, cuja 75.ª edição será realizada entre 03 e 13 de agosto de 2022.

A atriz Leonor Silveira estava entre os jurados da competição internacional.

SCA (SS) // ACL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS