Festa do Cinema Italiano realiza-se pela primeira vez nos Açores

Festa do Cinema Italiano realiza-se pela primeira vez nos Açores

A Festa do Cinema Italiano estende-se este ano, pela primeira vez, à cidade de Angra do Heroísmo, nos Açores, onde serão exibidos oito filmes, de 18 e 21 de outubro, revelou esta quinta-feira a organização.

“Um dos objetivos para este ano está, para já, cumprido: o aumento significativo do número de cidades em Portugal e em países lusófonos, onde estaremos presentes”, adiantou, em comunicado de imprensa, a Associação Il Sorpasso, que organiza a iniciativa.

A 11.ª edição da Festa do Cinema Italiano realizou-se em 17 cidades portuguesas, além de outros países lusófonos como Angola, Moçambique e Brasil.

Em Angra do Heroísmo, onde decorre pela primeira vez, arranca no dia 18, às 21:00 (mais uma hora em Lisboa), com o filme “The Place”, “um drama sobre o lado oculto da alma humano”, de Paolo Genovese, realizador de “Perfetti sconosciuti” (“Amigos, Amigos, Telemóveis à Parte”).

No dia 19, o Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo exibe, à mesma hora, a comédia “Em Guerra por Amor”, do humorista Pif, uma “uma irónica e inteligente reflexão sobre a máfia” na Sicília.

LEIA MAIS: «Chamo-me Bruna, sou estudante e faço pornografia ao vivo e em direto»

No dia seguinte, há sessão dupla, com a primeira exibição agendada para as 18:00: “O Fantasma da Sicília”, a nova película da dupla Antonio Piazza e Fabio Grassadonia, que também aborda a máfia no sul de Itália e abriu a “Semaine de la Critique”, no Festival de Cannes.

Às 21:00, é exibido o filme “Cá Por Casa Tudo Bem”, de Gabriele Muccino (autor de “À Procura da Felicidade” e “O Último Beijo”), que conta a história de uma família que se vê presa na ilha de Ischia, em Nápoles, devido a uma tempestade, e tem de lidar com “rancores e hipocrisias escondidas durante muitos anos”.

A Festa do Cinema Italiano encerra no domingo, às 21:00, com o thriller “A Rapariga no Nevoeiro”, primeira obra cinematográfica do escritor Donato Carrisi.

Antes, às 16:00, é exibido “Raffaello – o príncipe das artes”, “uma digressão pelo trabalho do pintor Raffaello Sanzio (1483-1520) contada através de múltiplos pontos de vista exclusivos e inéditos”.

Às 18:30, passa um dos maiores clássicos do cinema italiano de sempre, “Cinema Paraíso”, “uma história comovedora e inesquecível acerca da magia do cinema”.

LEIA MAIS: TAP admite voar dos Açores para os EUA num prazo de “dois, três anos”

O programa inclui ainda a exibição do filme infantil “Pipì, Pupù e Rosmarina e o Mistério das Notas Roubadas”, de Enzo d’Alò, no dia 19, às 10:30, e um ateliê com curtas de animação para os mais novos, no dia 21, às 14:00.

A iniciativa, apoiada pelo município de Angra do Heroísmo e pelo ministério das atividades culturais de Itália, proporciona também uma aula aberta de italiano, com um professor do Instituto Italiano de Cultura, no dia 20, às 16:00.

A 11.ª Festa do Cinema Italiano, este ano, teve início em abril, em Lisboa, com a exibição de cerca de 50 filmes de produção italiana, e passou desde então por mais 15 cidades portuguesas como Porto, Cascais, Setúbal, Almada, Coimbra Aveiro, Évora, Viseu, Beja, Moita, Tomar, Loulé, Viana do Castelo, Caldas da Rainha e Funchal.


RELACIONADOS

Festa do Cinema Italiano realiza-se pela primeira vez nos Açores

A Festa do Cinema Italiano estende-se este ano, pela primeira vez, à cidade de Angra do Heroísmo, nos Açores, onde serão exibidos oito filmes, de 18 e 21 de outubro, revelou esta quinta-feira a organização.