Feiras de arte contemporânea ARCOlisboa e JustLX abrem hoje em Lisboa

Duas feiras internacionais dedicadas à arte contemporânea, a ARCOlisboa e a JustLX, regressam hoje à capital, após dois anos sem realização presencial devido às restrições sanitárias exigidas pela pandemia, na Cordoaria Nacional e no Centro de Congressos.

Feiras de arte contemporânea ARCOlisboa e JustLX abrem hoje em Lisboa

Feiras de arte contemporânea ARCOlisboa e JustLX abrem hoje em Lisboa

Duas feiras internacionais dedicadas à arte contemporânea, a ARCOlisboa e a JustLX, regressam hoje à capital, após dois anos sem realização presencial devido às restrições sanitárias exigidas pela pandemia, na Cordoaria Nacional e no Centro de Congressos.

Ambas vão decorrer até domingo, a ARCOlisboa com a participação de 65 galerias de 14 países, enquanto a JustLX acolherá 18 galerias de países como Portugal, Espanha, França, Estados Unidos da América, Venezuela e China.

Em 5.ª edição da ARCOlisboa, das 65 galerias presentes nesta edição da feira, organizada pela IFEMA Madrid e a Câmara Municipal de Lisboa, 43 integram o Programa Geral, 13 a curadoria Opening Lisboa e nove a secção África em Foco.

Este ano está previsto um dia de visita à região do Porto, que contará com passagem por Serralves, no Porto, e pelo Centro de Arte Oliva, em São João da Madeira, segundo o programa.

Entre as 43 galerias que integram o Programa Geral, algumas participam pela primeira vez, como a portuguesa Galeria 111, as espanholas Elvira González e Rosa Santos e as austríacas Lukas Feichtner Galerie e Zeller Van Almsick, enquanto outras já são já presença habitual, como as portuguesas Cristina Guerra Contemporary Art, Pedro Cera e Vera Cortês e galerias internacionais como Greengrassi, Helga de Alvear, Krinzinger e Leandro Navarro.

Na secção Opening Lisboa, dedicada a novas galerias, marcarão presença, entre outras, Double V, Lehmann + Silva, Verve e NO-NO.

O programa África em Foco volta nesta edição a focar-se na “investigação da arte contemporânea do continente africano”, e conta com a participação de galerias do Uganda (Afriart), Moçambique (Arte de Gema), África do Sul (Everard Read e Smac Gallery), Angola (Movart e This is Not a White Cube), França (31 Project e 193 Gallery) e Portugal (.insofar).

Os conteúdos das 65 galerias que participam nesta edição podem ser vistos, a partir de sexta-feira, na plataforma ARCO E-xhibitions, acessível através do ‘site’ da ARCOlisboa.

O primeiro dia da feira é de acesso exclusivo a colecionadores e profissionais. Entre sexta-feira e domingo, as portas abrem-se para o público em geral, com acesso pago. No sábado, a partir das 17:00, a entrada é gratuita para jovens com idades entre os 18 e os 25 anos.

Durante a feira haverá uma área de acesso gratuito, no Torreão Nascente da Cordoaria, com publicações de artistas, fotolivros, autoedição e publicações digitais.

Nesta edição, será entregue, pela terceira vez, o prémio Opening Lisboa, para o melhor ‘stand’ de cada espaço expositivo da feira.

Quanto à JustLX – Feira de Arte Contemporânea de Lisboa, em terceira edição, irá apostar em novas galerias e artistas contemporâneos “que permitem descobrir novos talentos”, segundo a organização.

A JustLX é organizada pela Art Fairs, uma empresa espanhola promotora de feiras de arte e eventos culturais.

AG (JRS) // TDI

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS