Facebook termina com vendas de roupa em direto

É já em outubro que o Facebook vai acabar com a funcionalidade de compras em direto. O que significa isto?

Facebook termina com vendas de roupa em direto

Facebook termina com vendas de roupa em direto

É já em outubro que o Facebook vai acabar com a funcionalidade de compras em direto. O que significa isto?

A Meta decidiu colocar um fim às transmissões em direto onde os utilizadores do Facebook podiam vender peças de roupa. Este formato de transmissões em direto ganhou especial popularidade nos períodos de quarentena durante a pandemia de covid-19, sendo que desde então tem tido uma adesão cada vez mais reduzida. A empresa decidiu então colocar um fim a este formato, notando que o interesse dos utilizadores se voltou para vídeos mais curtos, como é o caso do TikTok ou do Reels. Assim, aconselha os vendedores a utilizaram esta última (ferramenta do Instagram) para promover os seus produtos, já que nesta é possível identificar itens para venda.

Traficante detido quando a mãe vendia sapatilhas falsas nas redes sociais [vídeo]

Uma mulher e o filho foram surpreendidos pela PSP de Mirandela quando estavam em pleno direto nas redes sociais a vender sapatilhas contrafeitas. No vídeo, é possível ouvir-se um estrondo, seguido de alertas de “Polícia” e “deitem no chão”. De acordo com o Correio da Manhã, a detenção tinha o filho da mulher como alvo por tráfico de droga, tendo sido apreendidos mais de 350 gramas de haxixe, duas caçadeiras e quatro automóveis. Foram também detidos mias quatro homens. O vídeo acabou por ser utilizado pela própria PSP no Instagram. “Contra Feitos não há argumentos. A contrafação é crime… também nas redes sociais”, indica a publicação.

Homem tenta comprar restos humanos pelo Facebook e é preso
Jeremy Lee Pauley foi acusado de abuso de cadáver após ter sido apanhado a tentar comprar restos mortais humanos no Facebook. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS