Extradição confirmada: Hacker Rui Pinto vai voltar para Portugal

As autoridades húngaras indeferiram o recurso da defesa de Rui Pinto que o impedia a sua extradição para Portugal.

Extradição confirmada: Hacker Rui Pinto vai voltar para Portugal

Extradição confirmada: Hacker Rui Pinto vai voltar para Portugal

As autoridades húngaras indeferiram o recurso da defesa de Rui Pinto que o impedia a sua extradição para Portugal.

As autoridades judiciais da Hungria decidiram esta quinta-feira, 14 de março, recusar o recurso da defesa de Rui Pinto que tentava evitar a sua extradição para Portugal, segundo avança o Diário de Notícias. O Tribunal Metropolitano de Budapeste tinha decidido a extradição no dia 5 de março, mas a defesa do hacker recorreu.

Rui Pinto alegou que corria risco de vida se voltasse para Portugal: «Não posso nem é possível confiar nas autoridades portuguesas. As autoridades portuguesas nunca me tentaram contactar. Sabem a minha morada registada em Portugal, o meu número de telemóvel, mas nunca me enviaram uma carta. Peço à juíza que não me envie para Portugal. É uma questão de vida ou de morte», apelou.

Rui Pinto é acusado de seis crimes

O português está em prisão domiciliária desde janeiro, no âmbito de um pedido de detenção europeu do Ministério Público português. Rui Pinto é acusado de ter acedido, em setembro de 2015, ao sistema informático da Doyen Sports Investements Limited, com sede em Malta, que celebra contratos com clubes de futebol e Sociedades Anónimas Desportivas (SAD). O hacker é também suspeito de aceder ao email de elementos do conselho de administração e do departamento jurídico do Sporting e, consequentemente, ao sistema informático da SAD ‘leonina’.

O suspeito é acusado de seis crimes, dois de acesso ilegítimo, dois de violação de segredo, um de ofensa a pessoa coletiva e uma tentativa de extorsão. A 13 de fevereiro deste ano, o tribunal húngaro rejeitou o recurso do Ministério Público daquele país para que Rui Pinto passasse a prisão preventiva, mantendo o português em prisão domiciliária, enquanto aguardava o desenrolar do processo de extradição para Portugal.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para sexta-feira, 15 de março

Impala Instagram


RELACIONADOS