«Foi um erro». Exército líbio liberta piloto português

O Exército Nacional Líbio abateu esta terça-feira um avião militar pilotado por um soldado que diz ser português. Um porta-voz das forças de exército referiu que se tratou de um erro e que o vão libertar.

«Foi um erro». Exército líbio liberta piloto português

«Foi um erro». Exército líbio liberta piloto português

O Exército Nacional Líbio abateu esta terça-feira um avião militar pilotado por um soldado que diz ser português. Um porta-voz das forças de exército referiu que se tratou de um erro e que o vão libertar.

Um avião pilotado por um português foi abatido esta terça-feira, 7 de maio, na Líbia. O soldado sobreviveu, mas foi detido pelo Exército Nacional Líbio. Nas redes sociais, foram divulgados vídeos e fotografias do piloto que apresentava alguns ferimentos.

DEPOIS LEIA

Previsão do tempo para quarta-feira, 8 de maio

Agora, um porta-voz do Exército, citado pela Al Arabiya, refere que o soldado será libertado. «Iremos entregar o piloto português ao seu país imediatamente depois do tratamento das suas feridas e agradecemos o trabalho dos nossos irmãos europeus na guerra contra a imigração ilegal.»

«Queremos saber da segurança do piloto português e tratamo-lo como um convidado e não como um prisioneiro. O que aconteceu foi um erro, resultado do estado de guerra pelo qual estamos a passar», lê-se no comunicado. Segundo o jornalista que avançou com a informação através do Twitter, o cidadão português «não está ao serviço das Forças Armadas Portuguesas».

Num dos vídeos partilhados, o piloto diz chamar-se «Jimmy» e ter 29 anos. Afirma ainda ser português e que foi contratado para «destruir estradas e pontes».

 

LEIA MAIS

Portuguesa morta pelo marido nos Estados Unidos

Bebé milagre já teve alta do hospital

Impala Instagram


RELACIONADOS