Escritores Yann Martel e John Banville são convidados do Festival LeV em Matosinhos

O festival LeV – Literatura em Viagem, que se realiza de 10 a 16 de maio, em Matosinhos, vai reunir mais de vinte convidados de três continentes, entre os quais os escritores John Banville e Yann Martel, anunciou hoje a autarquia.

Escritores Yann Martel e John Banville são convidados do Festival LeV em Matosinhos

Escritores Yann Martel e John Banville são convidados do Festival LeV em Matosinhos

O festival LeV – Literatura em Viagem, que se realiza de 10 a 16 de maio, em Matosinhos, vai reunir mais de vinte convidados de três continentes, entre os quais os escritores John Banville e Yann Martel, anunciou hoje a autarquia.

Uma das novidades da 15.ª edição do LeV assenta no facto de a programação passar de três para sete dias, destacou esta autarquia do distrito do Porto, em comunicado. Devido à pandemia de covid-19, o festival vai ser feito de forma presencial e ‘online’, acrescentou.

De segunda a sexta-feira, o LeV terá uma presença exclusivamente ‘online’ e, no sábado e domingo, realizar-se-á no Teatro Municipal de Matosinhos com a possibilidade da presença de público, acrescentou a câmara.

Prevendo organizar uma dezena de atividades diferentes, o festival vai receber os brasileiros Conceição Evaristo, Itamar Vieira Júnior e Milton Hatoum, o português Carlos Tê e a cientista Elvira Fortunato, Prémio Pessoa 2020, além dos dois prémios Booker, o irlandês John Banville, que escreveu “Mar” e “Doutor Copérnico”, e o autor de “A Vida de Pi”, Yann Martel, nascido em Espanha, mas naturalizado canadiano.

“A Vida de Pi”, do escritor de 57 anos, prémio Booker em 2002, foi publicado em 41 países, deu origem a um filme, distinguido com quatro Óscares, em 2013, entre os quais o de melhor realizador (Ang Lee), e figurou como ‘bestseller’ do jornal New York Times por mais de um ano.

“A Vida de Pi” foi o primeiro livro de Yann Martel a ser editado em Portugal, pela Difel, em 2003, sucedendo-se títulos como “As Altas Montanhas de Portugal” e “Beatriz e Virgílio”.

Também o escritor irlandês John Banville é uma das figuras principais da edição do LeV deste ano, tendo no currículo uma vasta obra como, por exemplo, “Doutor Copérnico” (Prémio James Tait, 1976), “Kepler” (Prémio de Ficção do jornal The Guardian, 1981), “O Mar” (Prémio Booker, 2005).

Banville nasceu em Wexford, na Irlanda, em 1945. Na sua vasta e premiada obra destacam-se ainda “Fantasmas”, “O Intocável”, “O Livro da Confissão” (finalista do Booker, em 1989).

Em 2014, o romancista foi distinguido com o Prémio Príncipe das Astúrias das Letras.

Entre as diferentes atividades, o festival oferecerá aos participantes “entrevista de vida”, exposições, homenagens e concertos da Orquestra Jazz e do Quarteto de Cordas de Matosinhos.

SVF // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS