Embraer regista prejuízo de 549 milhões de euros em 2020

A fabricante de aeronaves brasileira Embraer registou um prejuízo líquido atribuído aos acionistas de 3,6 mil milhões de reais (549 milhões de euros na cotação atual) em 2020, segundo o balanço financeiro divulgado hoje pela empresa.

Embraer regista prejuízo de 549 milhões de euros em 2020

Embraer regista prejuízo de 549 milhões de euros em 2020

A fabricante de aeronaves brasileira Embraer registou um prejuízo líquido atribuído aos acionistas de 3,6 mil milhões de reais (549 milhões de euros na cotação atual) em 2020, segundo o balanço financeiro divulgado hoje pela empresa.

O resultado é quase três vezes maior do que a perda de 1,3 mil milhões de reais (197 milhões de euros) registada em 2019 e, segundo a fabricante, reflete o forte impacto negativo da pandemia de covid-19 na aviação comercial.

As entregas de aeronaves fabricadas pela Embraer caíram com a pandemia no ano passado.

A empresa reportou que entregou 44 aeronaves comerciais em 2020, dado que indica uma queda de 51% face ao ano anterior, quando entregou 89 aeronaves comerciais.

Já as entregas de 86 jatos executivos (56 jatos leves e 30 grandes) em 2020 mostraram que estes segmento registou um recuo de 21% face ao ano anterior, quando foram entregues 109 jatos (62 jatos leves e 47 jatos grandes).

A Embraer informou que a sua carteira de pedidos firmes (‘backlog’) alcançou 14,4 mil milhões de dólares (12 mil milhões de euros) em 2020.

A receita líquida da fabricante de aeronaves totalizou 19,6 mil milhões de reais (3 mil milhões de euros), dado que indica uma queda de 10% face a 2019.

Em 2020, o Lucro antes dos Juros e Tributos (EBIT, da sigla em inglês) e o Lucro antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (EBITDA, da sigla em inglês) ajustados, foram de 523,7 milhões de reais (79,4 milhões de euros) e 437,6 milhões de reais (66,3 milhões de euros), com margens ajustadas de -2,7% e 2,2%, respetivamente.

A Embraer informou que tanto o EBIT quanto o EBITDA foram impactados principalmente pelo fraco resultado da aviação comercial no contexto da pandemia.

A fabricante de aeronaves brasileira destacou ainda que fechou 2020 com 14,3 mil milhões de reais (2,1 mil milhões de euros), acima dos 11,2 mil milhões de reais (1,6 mil milhões de euros) registados em 2019.

No final do ano passado, a dívida líquida da Embraer somava 8,8 mil milhões de reais (1,3 mil milhões de euros).

Devido à incerteza relacionada com a pandemia de covid-19 e os seus impactos na indústria, a Embraer informou, no seu balanço financeiro, que decidiu não publicar, neste momento, as suas estimativas financeiras e de entregas para 2021.

A Embraer é fabricante e líder mundial de aeronaves comerciais com até 150 assentos e tem mais de 100 clientes em todo o mundo.

A empresa brasileira mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora, funcionam duas fábricas da Embraer, sendo que a empresa também é acionista da OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal, com 65% do capital, em Alverca.

CYR // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS