Edimburgo oferece pela primeira vez chaves da cidade a Carlos III

O Rei Carlos III recebeu hoje pela primeira vez as chaves da cidade de Edimburgo ao chegar à capital escocesa para acompanhar as homenagens fúnebres à mãe, Isabel II.

Edimburgo oferece pela primeira vez chaves da cidade a Carlos III

Edimburgo oferece pela primeira vez chaves da cidade a Carlos III

O Rei Carlos III recebeu hoje pela primeira vez as chaves da cidade de Edimburgo ao chegar à capital escocesa para acompanhar as homenagens fúnebres à mãe, Isabel II.

Como é costume, foi recebido no “antigo e hereditário reino da Escócia” pelo Lord Provost, representante local, que entregou simbolicamente as Chaves da Cidade de Edimburgo a Carlos III. Por tradição, o monarca devolve-as imediatamente para que fiquem ao cuidado das autoridades civis.  Esta Cerimónia das Chaves é realizada sempre que um monarca britânico dá entrada na residência real oficial na Escócia, e aconteceu pela última vez em junho quando Isabel II parou em Edimburgo a caminho das tradicionais férias de verão no Castelo de Balmoral.

Todos os anos, a Rainha passava uma semana no final de junho a visitar várias regiões escocesas e recebia milhares de cidadãos que se tivessem destacado, valorizando assim a cultura e sociedade escocesa. Carlos III, que foi proclamado rei britânico no sábado, chegou hoje a Edimburgo de Londres acompanhado da Rainha Consorte, Camilla, e começou por cumprimentar alguns populares dentro do recinto e contemplar as centenas de ramos de flores e cartões deixados para a Rainha nos últimos dias.  De seguida fez uma inspeção à guarda de honra no pátio do palácio, inacessível ao público, onde foi tocado o hino nacional.

Pelas 14:30 vai acompanhar a procissão do caixão com o corpo da mãe entre Holyroodhouse, onde pernoitou, e a Catedral de Santo Egídio, a cerca de um quilómetro. O rei vai a pé, juntamente com os irmãos, princesa Ana e príncipes Eduardo e André, e uma guarda militar, enquanto Camilla vai deslocar-se de automóvel.

Na catedral terá lugar pelas 15:00 uma missa em homenagem de Isabel II, cujo corpo ficará em repouso durante 24 horas para que o público possa entrar e prestar as últimas homenagens. Perto do caixão, que terá a Coroa da Escócia no topo, estará sempre uma guarda de honra da Companhia Real de Arqueiros, os guarda-costas oficiais do monarca britânico na Escócia.

O Rei tem hoje outros compromissos oficiais na capital escocesa, e pelas 16:00 vai receber a primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, em Holyroodhouse. De seguida, visitará o parlamento, cujo edifício é no outro lado da rua, para escutar uma moção de condolências oficial e participar numa receção com deputados regionais.

Pelas 19:20, Carlos III voltará à Catedral de Santo Egídio para participar numa vigília com outros membros da família real juntamente do caixão de Isabel II. A Rainha Isabel II morreu aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia, após mais de 70 anos do mais longo reinado da história do Reino Unido.

Elizabeth Alexandra Mary Windsor nasceu em 21 de abril de 1926, em Londres, e tornou-se Rainha de Inglaterra em 1952, aos 25 anos, na sequência da morte do pai, George VI, que passou a reinar quando o seu irmão abdicou. Após a morte da monarca, o seu filho primogénito assumiu aos 73 anos as funções de rei como Carlos III.

Impala Instagram


RELACIONADOS