Dois residentes de Macau a bordo do navio com dez pessoas infetadas com coronavírus

As autoridades de Macau anunciaram hoje que dois residentes do território se encontram a bordo de um navio cruzeiro com dez passageiros contaminados com o novo coronavírus.

Dois residentes de Macau a bordo do navio com dez pessoas infetadas com coronavírus

Dois residentes de Macau a bordo do navio com dez pessoas infetadas com coronavírus

As autoridades de Macau anunciaram hoje que dois residentes do território se encontram a bordo de um navio cruzeiro com dez passageiros contaminados com o novo coronavírus.

Os dois residentes, um homem de 80 anos e uma mulher de 60, “estão agora sob observação” disse o Chefe do Centro de Prevenção e Controlo de Doença, Lam Chong.

As autoridades japonesas decidiram colocar sob quarentena o navio “Diamond Princess”, que chegara à baía de Yokohama, perto de Tóquio, na noite de segunda-feira, com 3.711 pessoas a bordo.

A decisão de procurar casos de contaminação a bordo foi tomada depois de se saber que a pneumonia viral tinha sido detetada, em Hong Kong, num antigo passageiro deste navio.

Os residentes de Macau, acrescentou o responsável, “precisam de 14 dias de observação clínica”.

Na mesma conferência de imprensa, Lam Chong disse que não há casos confirmados de residentes de Macau infetados com o novo coronavírus que se encontrem foram do território.

Na terça-feira, dia em que foi anunciado o décimo caso de infeção em Macau e o fecho dos casinos durante duas semanas, o chefe do Governo de Macau determinou também o encerramento de cinemas, teatros, parques de diversão em recintos fechados, salas de máquinas de diversão e jogos de vídeo, cibercafés, salas de jogos de bilhar e de ‘bowling’, estabelecimentos de saunas e massagens, salões de beleza, ginásios de musculação, estabelecimentos de ‘health club’ e ‘karaoke’, ‘night clubs’, discotecas, salas de dança e ‘cabaret'”.

A frequência do transporte público foi novamente reduzida e todos os parques públicos foram encerrados, à semelhança do que acontece já com os serviços públicos, escolas e espaços desportivos e culturais.

O número de mortos provocados pelo novo coronavírus (2019-nCoV) subiu hoje para 490, e o total de pessoas infetadas aumentou para 24.324, anunciaram as autoridades de saúde de Pequim.

O novo coronavírus foi detetado em dezembro de 2019 na cidade de Wuhan, capital da província de Hubei (centro do país), colocada, entretanto, sob quarentena.

Além do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, há mais casos de infeção confirmados em 24 países.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou na quinta-feira uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional, o que pressupõe a adoção de medidas de prevenção e coordenação à escala mundial.

MIM (JMC/RN) // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS