DGS recomenda atenção aos mais vulneráveis por causa do calor

A Direção-Geral da Saúde recomendou especial atenção aos mais vulneráveis ao calor, como crianças, idosos, doentes crónicos e grávidas, face à previsão de aumento gradual da temperatura para os próximos dias.

DGS recomenda atenção aos mais vulneráveis por causa do calor

DGS recomenda atenção aos mais vulneráveis por causa do calor

A Direção-Geral da Saúde recomendou especial atenção aos mais vulneráveis ao calor, como crianças, idosos, doentes crónicos e grávidas, face à previsão de aumento gradual da temperatura para os próximos dias.

Numa mensagem divulgada no seu site, a DGS recomenda que os doentes crónicos ou sujeitos a medicação e/ou dietas específicas sigam as recomendações do médico assistente ou da linha SNS24 e aconselha o contacto e acompanhamento de idosos e outras pessoas que vivam isoladas, garantindo a hidratação e permanência em ambiente fresco.

Pede ainda que os adultos assegurem que as crianças consomem frequentemente água ou sumos de fruta natural e que permanecem em ambiente fresco e arejado.

“As crianças com menos de 6 meses não devem estar sujeitas a exposição solar, direta ou indireta”, recomenda.

Face às revisões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera para um aumento da temperatura entre hoje e domingo, podendo os termómetros variar entre 35ºC e 38°C nas regiões dos vales do Guadiana, do Tejo e do Douro, a DGS aconselha cuidados especiais como evitar esforços físicos no exterior e a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11:00 e as 17:00, além do uso de protetor solar com fator igual ou superior a 30 a cada duas horas e após banhos de praia e piscina.

A DGS, que ativou o Plano de Contingência Saúde Sazonal — Módulo Verão em 01 de maio, aconselha ainda que se procure ambientes frescos e arejados ou climatizados, aumente a ingestão de água ou sumos de fruta natural sem açúcar e evite bebidas alcoólicas.

É ainda aconselhado o uso de roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas e óculos de sol com proteção ultravioleta.

A autoridade de saúde recomenda também à população que escolha as horas de menor calor para viajar de carro e que não permaneça dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol.

“Para se proteger dos efeitos negativos do calor intenso mantenha-se informado, hidratado e fresco”, resume a DGS.

Segundo o IPMA, o estado do tempo nos próximos dias será condicionado por uma massa de ar quente associada a uma corrente de sul, resultando num aumento gradual de temperatura entre hoje e sábado.

“Nesta circulação ocorrerá também o transporte de poeiras do norte de África, em níveis médios e altos da troposfera, que deverá afetar o território nos dias 20 e 21 [sexta-feira e sábado], com possibilidade de redução de visibilidade”, adverte.

Sábado será, segundo o IPMA, o dia mais quente, com temperaturas a variar entre os 25 e os 35 graus Celsius na generalidade do território e, pontualmente, poderão atingir-se valores de 35 a 38 graus nas regiões dos vales do Guadiana, Tejo e do Douro.

De acordo com o IPMA, estes valores da temperatura estão acima do normal para esta época do ano na ordem dos três a 10 graus.

Para domingo, a previsão aponta para uma descida significativa da temperatura máxima.

SO (DD) // JMR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS