Dezenas de milhares de pessoas retiradas nas Filipinas devido à aproximação do tufão Kanmuri

Dezenas de milhares de pessoas foram retiradas nas Filipinas das zonas ameaçadas pelo tufão Kanmuri, que deverá tocar terra na madrugada de terça-feira, foi hoje anunciado.

Dezenas de milhares de pessoas retiradas nas Filipinas devido à aproximação do tufão Kanmuri

Dezenas de milhares de pessoas retiradas nas Filipinas devido à aproximação do tufão Kanmuri

Dezenas de milhares de pessoas foram retiradas nas Filipinas das zonas ameaçadas pelo tufão Kanmuri, que deverá tocar terra na madrugada de terça-feira, foi hoje anunciado.

De acordo com as previsões, a tempestade vai atingir primeiro o extremo sudeste de Luzon, a maior ilha do arquipélago, e causar intensas chuvadas. O Kanmuri regista rajadas a 185 quilómetros por hora, o que deverá afetar nomeadamente as provas dos Jogos do Sudeste Asiático, na região de Manila.

Cerca de 70 mil pessoas deixaram já as suas casas na região de Bicol, a primeira zona na trajetória do Kanmuri.

“Esperemos que só haja estragos. Mas dada a força, vai ser duro, o que nos levou a retirar preventivamente as pessoas que se encontravam na trajetória direta da tempestade”, declarou o porta-voz da agência de gestão de catástrofes filipina, Mark Timbal.

A agência meteorológica advertiu também para o risco de aluimentos de terras e ondas que podem atingir os três metros de altura.

Cerca de 20 tufões ou tempestades tropicais atingem todos os anos as Filipinas, causando centenas de mortos. Em novembro de 2013, o tufão Haiyan deixou à sua passagem mais de 7.350 mortos ou desaparecidos, sendo o mais mortífero da história do país.

A aproximação do tufão levou já à anulação da competição de windsurf, enquanto o triatlo foi antecipado. Os organizadores já apresentaram um “plano B”, que prevê a realização de provas de interior, mas sem espetadores.

EJ // EJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS