Dezembro volta a ter “O dia mais curto do ano”, com ciclo de curtas-metragens

Dezembro volta a ser o mês para assinalar a diversidade da curta-metragem, no ciclo “O dia mais curto do ano”, que nesta edição se estenderá a 19 concelhos, e com especial destaque para o cinema de Regina Pessoa.

Dezembro volta a ter

Dezembro volta a ter “O dia mais curto do ano”, com ciclo de curtas-metragens

Dezembro volta a ser o mês para assinalar a diversidade da curta-metragem, no ciclo “O dia mais curto do ano”, que nesta edição se estenderá a 19 concelhos, e com especial destaque para o cinema de Regina Pessoa.

“O dia mais curto do ano” é uma iniciativa da Agência da Curta-Metragem e consiste numa proposta de várias sessões de cinema, compostas apenas por filmes curtos, portugueses e estrangeiros e nos mais diversos géneros, culminando o programa a 21 de dezembro, dia em que se assinala o solstício de inverno.

“No dia que marca a chegada de mais um inverno, queremos também prestar uma homenagem à sétima arte, com sessões por todo o país”, afirma a organização, a propósito desta oitava edição.

Este ano, uma das novidades é a exibição de cerca de trinta filmes em diferentes locais de projeção, “dos mais tradicionais aos mais inesperados”, nomeadamente salas de cinema, televisão, plataformas de ‘streaming’ e também nas carruagens do metro do Porto.

Um dos programas de filmes será centrado na realizadora Regina Pessoa, que se tornou “num dos nomes fundamentais do cinema de animação, internacional, com uma identidade artística muito vincada, uma grande coerência estética e um universo muito próprio”.

Em pouco mais de meia hora, o programa “permite ao espectador assistir à evolução da obra da autora ao longo dos vinte anos” de carreira e quatro filmes: “A Noite” (1999), “História trágica com final feliz” (2005), “Kali, o pequeno vampiro” (2012) e “Tio Tomás, a contabilidade dos dias”.

O ciclo dedicado a Regina Pessoa estará em sala a 17 de dezembro, nos cinemas Trindade, no Porto, e Ideal, em Lisboa.

A organização propõe ainda outros três programas dedicados à curta-metragem, nomeadamente o “Curtas do Mundo”, com uma seleção de filmes que estiveram este ano no festival Curtas de Vila do Conde, e o “Novas Curtas Portuguesas”, que conta, entre outros, com “Nha Mila”, de Denise Fernandes, e “O cordeiro de Deus”, de David Pinheiro Vicente.

No total, serão 19 os concelhos dispostos a acolherem uma ou mais sessões de curtas-metragens deste ciclo, em auditórios e teatros municipais, cineclubes, escolas e casas de cultura.

A Cinemateca, em Lisboa, também se associa à iniciativa, programando uma sessão que contará com filmes de Cláudia Varejão, Salomé Lamas, Lúcia Prancha, Pedro Peralta e João Rosas.

Toda a programação de “O dia mais curto do ano” está em odiamaiscurto.curtas.pt.

SS // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS