‘Designer’ Felipe Oliveira Baptista deixa direção criativa da Kenzo em junho

O ‘designer’ de moda português Felipe Oliveira Baptista vai deixar em junho a direção criativa da marca francesa Kenzo, ao fim de dois anos de trabalho, foi hoje anunciado.

'Designer' Felipe Oliveira Baptista deixa direção criativa da Kenzo em junho

‘Designer’ Felipe Oliveira Baptista deixa direção criativa da Kenzo em junho

O ‘designer’ de moda português Felipe Oliveira Baptista vai deixar em junho a direção criativa da marca francesa Kenzo, ao fim de dois anos de trabalho, foi hoje anunciado.

“O contrato entre a Kenzo e Felipe Oliveira Baptista termina no final de junho de 2021, data em que deixará de assumir as atuações funções”, revelou a marca francesa, em comunicado.

A notícia da saída de Felipe Oliveira Baptista surge dias depois de o ‘designer’ português ter apresentado a mais recente coleção desportiva da Kenzo.

Citado pela AFP e por outros media franceses, Felipe Oliveira Baptista afirmou-se “muito honrado por ter estado ao serviço” da Kenzo e do património do seu fundador, Kenzo Takada, que morreu em outubro aos 81 anos, vítima de covid-19.

Sobre a decisão, o Le Figaro considera que “é uma má notícia para a marca”, enquanto o Libération fala em surpresa e desilusão, referindo que o trabalho de Felipe Oliveira Baptista na Kenzo foi afetado pela crise pandémica.

Quando foi anunciada a sua contratação em julho de 2019, o grupo empresarial Louis Vuitton Moët Hennessy (LVMH) afirmava, em comunicado, que “o talento de Felipe Oliveira como ‘designer’, o seu domínio do vestuário e suas raízes pessoais, com origem em culturas muito distintas”, constituíam “ativos reais para dar uma nova energia criativa à Casa Kenzo”.

Na estreia na Kenzo, na apresentação da primeira coleção, Felipe Oliveira Baptista recorreu às suas próprias raízes açorianas, inspirou-se na série “Tigres” do artista plástico português Júlio Pomar, dos anos 1980, e também recuperou o património visual de Kenzo Takada, marcado por tendências florais.

A marca Kenzo foi fundada em 1970, em Paris, pelo ‘designer’ de moda japonês Kenzo Takada, e foi adquirida em 1993 pelo grupo internacional LVMH, que integra outras marcas como Givenchy, Fendi, Marc Jacobs, Louis Vuitton, Christian Dior e Loewe.

Felipe Oliveira Baptista entrou para a Kenzo depois de ter sido diretor criativo da Lacoste durante oito anos.

Nascido nos Açores em 1975, Felipe Oliveira Baptista cresceu em Lisboa e estudou em Londres. O percurso profissional na moda consolidou-se em Paris, depois de ter trabalho para as marcas Lemaire e Cerruti.

Em 2002 criou a primeira coleção em nome próprio, apresentada e premiada no Festival Hyères, em França.

SS // TDI

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS