Delegado regional de saúde rejeita cordão sanitário na Azambuja

Quarenta pessoas do bairro social da Quinta da Mina, em Azambuja, testaram positivo à covid-19, situação que preocupa a autarquia.

Delegado regional de saúde rejeita cordão sanitário na Azambuja

Delegado regional de saúde rejeita cordão sanitário na Azambuja

Quarenta pessoas do bairro social da Quinta da Mina, em Azambuja, testaram positivo à covid-19, situação que preocupa a autarquia.

A implementação de um cordão sanitário no concelho de Azambuja, distrito de Lisboa, “não faz qualquer sentido”, afirmou hoje o delegado regional de saúde, defendendo que basta o isolamento das 40 pessoas infetadas pela covid-19.

“Um cordão sanitário a quê? A um bairro? Não sei se fará sentido. Se a situação está restrita a umas quantas pessoas, é isolar as pessoas dessas famílias e garantir que não andam a passear pela vila”, afirmou o delegado regional de saúde de Lisboa e Vale do Tejo Mário Durval, em declarações à agência Lusa.

LEIA DEPOIS
Filomena Cautela faz «confissão e promessa de vida»

Para a implementação de um cordão sanitário no concelho de Azambuja “era necessário que existissem outros acontecimentos”, explicou delegado regional de saúde de Lisboa e Vale do Tejo, reforçando que, neste momento, “não faz qualquer sentido” a existência dessa barreira para impedir a propagação da covid-19.

De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Azambuja, Luís de Sousa (PS), há registo de 40 pessoas que testaram positivo à covid-19 no bairro social da Quinta da Mina.

A situação, que envolve nove famílias, num total de 40 pessoas residentes num bairro construído ao abrigo do Plano Especial de Realojamento (PER), preocupa o município de Azambuja, que não exclui a possibilidade de pedir um cordão sanitário.

“Já enviei a listagem para as autoridades de saúde e esperamos agora para saber o que podemos fazer. Não excluo a necessidade de existir uma vigilância ativa destas pessoas, uma espécie de cordão”, apontou à Lusa o autarca Luís de Sousa.

Na perspetiva do delegado regional de saúde de Lisboa e Vale do Tejo, os casos identificados de infeção no bairro social da Quinta da Mina correspondem a “um número restrito de famílias”, pelo que estão obrigadas a ficar em isolamento, assim como os contactos das pessoas que testaram positivo à covid-19, que “ficam impossibilitados de sair de casa”.

LEIA MAIS
Homicida de Beatriz Lebre esteve cinco horas com o cadáver antes de o atirar ao rio
Meteorologia: Previsão do tempo para terça-feira, 2 de junho

1 – Aceda a www.lojadasrevistas.pt

2 – Escolha a sua revista

3 – Clique em COMPRAR ou ASSINAR

4 – Clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA

5 – Introduza os seus dados e escolha o método de pagamento

6 – Pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS