Cruz Vermelha Porto precisa de ambulâncias novas e pede ajuda

Cruz Vermelha Porto lança Campanha Tinóni para alertar a população a contribuir a aquisição de três ambulâncias. Rosa Mota é madrinha da iniciativa.

Cruz Vermelha Porto precisa de ambulâncias novas e pede ajuda

Cruz Vermelha Porto precisa de ambulâncias novas e pede ajuda

Cruz Vermelha Porto lança Campanha Tinóni para alertar a população a contribuir a aquisição de três ambulâncias. Rosa Mota é madrinha da iniciativa.

Apadrinhada pelo presidente da Fundação Bial, Luís Portela, e pela atleta Rosa Mota, a Campanha Tinóni tem lançamento marcado para o dia 19 de setembro. Terá uma duração de cerca de meio ano, e visa a compra de três novas ambulâncias para a instituição. Nos próximos meses, será implementada uma grande iniciativa com vista à recolha de fundos – espetáculos culturais, eventos e leilões são apenas alguns exemplos.

Paralelos a estas iniciativas pontuais, donativos particulares ou empresariais poderão ser realizados sem restrições através de transferência bancária para o IBAN PT50007900008016432310117. Por trás do mote da campanha da Delegação do Porto da Cruz Vermelha está uma ideia simples: fazer chegar uma mensagem clara junto da população sobre a urgente necessidade de contribuir para uma campanha que visa a aquisição de três ambulâncias para serviço público.

LEIA DEPOIS
Criança filmada prestes a cair de 13.º andar [vídeo]

Das ambulâncias de emergência à disposição da Cruz Vermelha Porto só uma se apresenta em plenas condições

«Nada mais evidente do que chamar a esta iniciativa Campanha Tinóni. Todos compreendemos uma onomatopeia. O nome perpassa a ideia imediata do seu objetivo. Das ambulâncias de emergência à disposição da Delegação do Porto da Cruz Vermelha, apenas uma se apresenta em plenas condições o mesmo se passando com a de transporte de doentes não urgentes. É, por isso, insuficiente para dar resposta às necessidades da população. Com a ajuda de todos, empresas e cidadãos, contamos obter rapidamente o valor necessário para, no primeiro semestre do próximo ano, termos uma frota dimensionada para reforçarmos a nossa acção», declara Fernanda Rodrigues, da direção da instituição.

«Para dar resposta às crescentes solicitações de emergência e socorro, é imperioso adquirirmos rapidamente três veículos»

A atividade da Delegação do Porto da Cruz Vermelha Portuguesa desenvolve-se na base do compromisso que assume com as comunidades. Presta apoio à população local ao nível da Ação Social (apoio a idosos e/ou dependentes, famílias e intervenção comunitária); de Apoio à Infância (Centro Infantil de Valbom de ensino pré escolar e creche), da Formação de Socorrismo; do Voluntariado (formação, apoio, e coordenação de uma equipa alargada de voluntários que apoiam e suportam a atividade da Delegação); e do Socorro e Emergência.

LEIA TAMBÉM
Narcotrafiante avança com ação contra o Estado por causa de escutas telefónicas

Angariação visa os 130 mil euros para «duas ambulâncias de socorro e uma de transporte»

É neste último ponto que se insere a Campanha Tinóni. A equipa de socorro e transporte assume uma estratégia sanitária integral, preparada para cobrir, tanto eventuais emergências coletivas, como necessidades de assistência médica individual. Os recursos disponíveis para acorrer a estes pedidos são, atualmente, escassos face às necessidades. «Para dar resposta às crescentes solicitações de emergência e socorro, é imperioso adquirirmos rapidamente três veículos: duas ambulâncias de socorro e uma de transporte. Dada a escassez de meios financeiros de que dispomos, e das limitações em criar os excedentes necessários somente com a nossa atividade corrente, lançamos a Campanha Tinóni, com o objetivo de chegar aos 130 mil euros, e assim concretizarmos a aquisição destes veículos. Para isso precisamos da Solidariedade de todos», conclui Fernanda Rodrigues.

Várias iniciativas estão previstas. Refiram-se, desde já uma sessão de circo, pelo emblemático Circo Soledad Cardinali, um concerto na Casa da Música, uma parceria com a Run Porto para corridas a organizar por esta até ao final da campanha, um leilão de objetos pessoais de várias personalidades. A CVP tem extensas provas de solidariedade dadas ao longo de mais de um século e de que a sociedade tem amplamente beneficiado e por isso contamos que com o êxito da campanha poderemos reforçar a nossa ação no território do Porto.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para esta terça-feira, 24 de setembro
Festa do Outono de Serralves regressa no fim de semana com oficinas, teatro e música

Impala Instagram


RELACIONADOS