Covid-19: Vietname regista primeira infeção local após 99 dias sem novos casos

O Vietname confirmou hoje o primeiro caso de infeção local com covid-19 nos últimos 99 dias, colocando em quarentena pelo menos 50 pessoas que tiveram contacto com o doente, residente em Danang, no centro do país.

Covid-19: Vietname regista primeira infeção local após 99 dias sem novos casos

Covid-19: Vietname regista primeira infeção local após 99 dias sem novos casos

O Vietname confirmou hoje o primeiro caso de infeção local com covid-19 nos últimos 99 dias, colocando em quarentena pelo menos 50 pessoas que tiveram contacto com o doente, residente em Danang, no centro do país.

O Ministério da Saúde vietnamita informou que o doente, de 57 anos, sofreu os primeiros sintomas de pneumonia em 17 de julho.

Os testes realizados confirmaram que estava infetado com o novo coronavírus, tornando-se no 416.º caso registado no país.

Esta é a primeira infeção comunitária no Vietname desde 16 de abril. Todos os casos detetados desde então foram diagnosticados em vietnamitas repatriados ou trabalhadores vindos do estrangeiro, colocados em quarentena em instalações militares desde a chegada ao país.

O Vietname, que continua sem vítimas mortais da doença, fica assim impedido de assinalar o 100.º dia sem infeções comunitárias, com o novo caso a lançar dúvidas sobre a presença real do vírus no país.

De acordo com as autoridades de Danang, o doente não saiu da localidade onde vive no último mês, o que poderia indicar a presença oculta do novo coronavírus na comunidade.

O país fechou as fronteiras terrestres e aéreas em 23 de março, permitindo apenas a entrada de vietnamitas repatriados de outros países e de trabalhadores estrangeiros, que têm de realizar testes de ácido nucleico e cumprir quarentena durante duas semanas.

As autoridades vietnamitas têm sido elogiadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) pela sua resposta rápida à pandemia, desde finais de janeiro, quando adotaram as primeiras medidas, incluindo o cancelamento das ligações aéreas com a China e o encerramento das escolas.

A organização elogiou a eficácia das equipas de rastreio, o teste sistemático de qualquer pessoa que tenha entrado em contacto com pessoas infetadas e os confinamentos seletivos em áreas com várias infeções.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 627 mil mortos e infetou mais de 15,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

PTA // PTA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS