Covid-19: Variante detetada no Reino Unido regista ligeiro decréscimo em maio

Nove em cada 10 casos de covid-19 ocorridos em Portugal são causados pela variante detetada Reino Unido, segundo dados do INSA, que apontam para “um ligeiro decréscimo” da presença desta variante no país.

Covid-19: Variante detetada no Reino Unido regista ligeiro decréscimo em maio

Covid-19: Variante detetada no Reino Unido regista ligeiro decréscimo em maio

Nove em cada 10 casos de covid-19 ocorridos em Portugal são causados pela variante detetada Reino Unido, segundo dados do INSA, que apontam para “um ligeiro decréscimo” da presença desta variante no país.

A variante detetada do Reino Unido começou “em força” em janeiro, com 16% do total de casos, em fevereiro subiu para quase 60% e em abril atingiu o máximo, com 91%, descreveu o investigador João Paulo Gomes na reunião do Infarmed, em Lisboa, que analisa a situação epidemiológica no país, sendo a primeira após o fim do estado de emergência.

De acordo com os dados disponíveis, observou-se “um ligeiro decréscimo”, situando-se nos 87,2%, disse o coordenador do estudo sobre a diversidade genética do novo coronavírus em Portugal.

No que respeita à variante de Manaus (Brasil), o investigador disse que começou com “níveis basais”, teve um pico em abril com 4,3%, e em maio há uma estabilização deste valor nos 3%, o que corresponde a uma disseminação por 16 distritos e 48 concelhos do país.

A variante associada à África do Sul começou também de “uma forma relativamente modesta” no país e teve o seu pico em março, com 2,5% de todos os casos de covid-19 no país, e decresceu em abril para 1,3% e em maio ronda os 2%.

“Dá a sensação que, tanto a variante de Manaus como a variante associada à África do Sul, andam entre os 2 e os 4%”, o que indica que estão numa situação “relativamente estável”.

Segundo o investigador, a variante detetada na África do Sul foi já encontrada em 13 distritos e em 41 concelhos.

Já a variante associada à Índia, representou em maio 4,6% do total de casos, estando já em nove distritos e 13 concelhos do país, adiantou João Paulo Gomes.

“A situação atual das principais variantes reflete, por um lado, a adaptação do vírus” e “a situação imunológica da população a qual melhora todas as semanas”, salientou.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS