Covid-19: Vacinação ultrapassa dois mil milhões de doses em todo o mundo em seis meses

A vacinação contra a covid-19 ultrapassou os dois mil milhões de doses em todo o mundo em seis meses, num total de 215 países ou territórios abrangidos, anunciou a AFP.

Covid-19: Vacinação ultrapassa dois mil milhões de doses em todo o mundo em seis meses

Covid-19: Vacinação ultrapassa dois mil milhões de doses em todo o mundo em seis meses

A vacinação contra a covid-19 ultrapassou os dois mil milhões de doses em todo o mundo em seis meses, num total de 215 países ou territórios abrangidos, anunciou a AFP.

Lisboa, 03 jun 2021 (lusa) – A vacinação contra a covid-19 ultrapassou os dois mil milhões de doses em todo o mundo em seis meses, num total de 215 países ou territórios abrangidos, anunciou hoje a Agência France Presse (AFP).

Segundo a agência de notícias francesa, desde dezembro de 2020, data em que começou o processo de vacinação contra o novo coronavírus, pelo menos 2.109.696.022 doses foram administradas.

No total, seis em cada 10 doses foram administradas nos três países mais populosos do mundo: China (704,8 milhões de doses), Estados Unidos (296,9 milhões) e Índia (221 milhões).

Israel é o país com mais população vacinada, contando com seis em cada dez cidadãos já totalmente vacinados contra a covid-19.

O Canadá tem já 59% de população com pelo menos uma dose administrada, segue-se o Reino Unido com 58,3%, o Chile, com 56,6%, e os Estados Unidos com 51%.

Na União Europeia, 254,98 milhões de doses foram administradas a 39% da população, com a Alemanha a liderar com 43,6% da população com pelo menos uma dose da vacina, a Itália com 40%, a França com 39,4% e a Espanha com 39,4%.

Por outro lado, salienta a AFP, há seis países que ainda não estão a vacinar população: quatro em África (Tanzânia, Chade, Burundi, Eritreia), um na Ásia (Coreia do Norte) e um nas Caraíbas (Haiti).

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.681.985 mortos no mundo, resultantes de mais de 171 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

JCR // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS