Covid-19: Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano com 26 profissionais infetados

A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano anunciou que identificou 26 profissionais de saúde infetados pelo novo coronavírus, no âmbito do seu programa de testagem de colaboradores.

Covid-19: Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano com 26 profissionais infetados

Covid-19: Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano com 26 profissionais infetados

A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano anunciou que identificou 26 profissionais de saúde infetados pelo novo coronavírus, no âmbito do seu programa de testagem de colaboradores.

A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano anunciou que identificou 26 profissionais de saúde infetados pelo novo coronavírus, no âmbito do seu programa de testagem de colaboradores.

Em comunicado, o gabinete de comunicação da ULSNA explica que os colaboradores infetados “pertencem a vários grupos profissionais e a várias unidades e serviços” daquela unidade local de saúde.

“Está a ser desenvolvida, pelo serviço de saúde ocupacional, em articulação com a unidade de saúde pública, a testagem de vários grupos de profissionais a fim de identificar devidamente a situação e tomar a devidas medidas de isolamento profilático”, lê-se no documento.

A ULSNA acrescenta ainda que os seus serviços “continuarão a funcionar” na prestação de cuidados de saúde à população, com “algumas restrições” de atividade programada sobre as quais os utentes serão “devidamente informados”.

A ULSNA gere os hospitais de Portalegre e Elvas e 16 centros de saúde nos 15 concelhos que compõem o distrito de Portalegre.

Na quinta-feira, a unidade funcional de Gastroenterologia do hospital de Portalegre encerrou, após terem sido detetados quatro casos ativos da covid-19 entre colaboradores desta área e dos serviços de consultas externas, disse à agência Lusa fonte hospitalar.

“Apenas está encerrada a unidade funcional de Gastroenterologia, as consultas externas estão em funcionamento”, disse.

O gabinete de comunicação da ULSNA explicava, em comunicado, que o serviço de saúde ocupacional estava a proceder, em conjunto com os serviços afetados e com a unidade de saúde pública, à investigação epidemiológica e à realização de testes de rastreio “sempre que necessário” aos colaboradores e utentes.

De acordo com o relatório publicado esta manhã pela ULSNA na sua página na Internet, o distrito de Portalegre registava 387 casos ativos, sendo a lista liderada pelo concelho de Portalegre, com 183 casos. Seguem-se Elvas, com 45 casos ativos, Ponte de Sor (29), Campo Maior (29), Arronches (25) e Monforte (15).

O concelho do Crato apresenta 15 casos ativos, Gavião 10, Sousel quatro, Avis sete, Alter do Chão, Marvão, Nisa e Fronteira cinco casos cada.

O concelho de Castelo de Vide não apresenta hoje qualquer caso ativo.

No mesmo relatório, a ULSNA indica que foram feitos até hoje 23.535 testes de diagnóstico no distrito de Portalegre e que desde o começo da pandemia há registo de dois óbitos associados à covid-19.

Portugal registou 6.035 novos casos de infeção com o novo coronavírus e 76 mortes associadas à doença covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado hoje.

Este é o terceiro dia consecutivo em que os casos se contabilizam acima dos seis mil.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 3.381 mortes e 217.301 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos 88.854 casos, mais 3.410 do que no sábado.

LEIA MAIS

Meteorologia: Previsão do tempo para segunda-feira, 16 de novembro

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS