Covid-19: União Europeia e indústria farmacêutica financiam novos tratamentos com 45 MEuro

A UE e a Iniciativa sobre Medicamentos Inovadores, da Comissão e da indústria farmacêutica, lançaram um concurso para o desenvolvimento de novos tratamentos para o Covid-19.

Covid-19: União Europeia e indústria farmacêutica financiam novos tratamentos com 45 MEuro

Covid-19: União Europeia e indústria farmacêutica financiam novos tratamentos com 45 MEuro

A UE e a Iniciativa sobre Medicamentos Inovadores, da Comissão e da indústria farmacêutica, lançaram um concurso para o desenvolvimento de novos tratamentos para o Covid-19.

Bruxelas, 03 mar 2020 (Lusa) — A União Europeia (UE) e a Iniciativa sobre Medicamentos Inovadores, da Comissão e da indústria farmacêutica, lançaram hoje um concurso para o desenvolvimento de novos tratamentos para o Covid-19, num financiamento base de 45 milhões de euros.

Em comunicado, o executivo comunitário dá conta da abertura de prazos para a apresentação de “propostas de investigação para desenvolvimento de tratamentos e diagnósticos em resposta ao surto de Covid-19”, no âmbito desta parceria.

Em causa está um financiamento de, pelo menos, 45 milhões de euros, que provêm do programa comunitário para inovação Horizonte 2020.

A Comissão afirma, ainda assim, esperar um “compromisso de escala semelhante da indústria farmacêutica, para que o investimento total possa chegar a 90 milhões de euros”, mas esta verba do setor privado ainda não está acertada.

O objetivo deste apoio é, então, desenvolver novos tratamentos e métodos de diagnóstico para evitar infeções com o novo coronavírus, visando dar respostas mais rápidas a este surto e fazer testes de despiste mais rápidos, com recurso à tecnologia, de acordo com executivo comunitário.

O concurso é hoje aberto e decorre até final do mês.

Esta verba acresce aos 10 milhões de euros anunciados no final de janeiro e que serão mobilizados, também a partir do programa comunitário Horizonte 2020, para a pesquisa sobre o até agora desconhecido Covid-19, tendo o intuito de criar novos tratamentos clínicos e formas de preparação mais eficientes.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.000 mortos e infetou quase 90 mil pessoas em 67 países, incluindo duas em Portugal.

Dados publicados esta manhã pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC, na sigla em inglês) revelam que existem, em todo o mundo, 90.663 casos do novo coronavírus, do qual já resultaram 3.124 mortes.

Destas, 55 mortes registaram-se na União Europeia (UE), precisamente em Itália (52) e França (três).

Ao todo, existem na região da UE e no Espaço Económico Europeu e Reino Unido 2.495 casos, a grande maioria dos quais em Itália (1.835), seguindo-se França (178) e Alemanha (157).

ANE // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS