Covid-19: Um em cada cinco suecos em Estocolmo terá desenvolvido anticorpos

Um estudo da Agência de Saúde Pública da Suécia indica hoje que um em cada cinco habitantes de Estocolmo poderá ter desenvolvido anticorpos contra o novo coronavírus.

Covid-19: Um em cada cinco suecos em Estocolmo terá desenvolvido anticorpos

Covid-19: Um em cada cinco suecos em Estocolmo terá desenvolvido anticorpos

Um estudo da Agência de Saúde Pública da Suécia indica hoje que um em cada cinco habitantes de Estocolmo poderá ter desenvolvido anticorpos contra o novo coronavírus.

Interrogado sobre o estudo, o diretor dos serviços de epidemiologia da agência, Anders Tegnell, referiu acreditar que, até hoje, “um pouco mais de 20%” dos habitantes da capital sueca terá provavelmente contraído covid-19.

O estudo mostra que 7,3% de uma amostra de pessoas selecionadas aleatoriamente na capital sueca — a região mais afetada do país — desenvolveu anticorpos, que foram confirmados pelos testes realizados na última semana de abril.

“Os dados refletem a situação da epidemia no início de abril, dado que eram precisas várias semanas para que o sistema imunitário desenvolvesse os anticorpos”, explica a agência de saúde pública sueca, que adianta que o estudo analisou mais de 1.100 testes.

No resto do país, o número de pessoas que desenvolveram anticorpos é “bem mais baixo” — 4,2% no extremo sul e 3,7% na região em redor de Gotemburgo (sudoeste).

Os resultados mostram que a propagação do vírus afetou mais pessoas na faixa etária entre os 20 e os 64 anos, do que as maiores de 65 anos, com, respetivamente, 6,7% e 2,7%, antes de estas desenvolverem os anticorpos.

Tegnell explicou que o resultado mostra “sinais” de que o grupo de pessoas maiores de 65 anos “sabe isolar-se e proteger-se”.

Em relação aos jovens menores de 20 anos, cerca de 4,7% desenvolveu anticorpos.

Ao opor-se às medidas de confinamento apertadas impostas na quase totalidade do resto da Europa, a Suécia nunca confinou, manteve abertas as escolas, cafés, bares e restaurantes, apenas pedindo a cada um para respeitar as recomendações de distanciamento social e para assumir as responsabilidades.

Esta abordagem suscitou uma vaga de críticas, tanto internas como externas, na altura de em que o número de mortes ultrapassou largamente o dos vizinhos nórdicos, que impuseram medidas restritivas.

No entanto, a ligação entre o desenvolvimento de anticorpos e uma certa imunidade ao vírus está ainda por estabelecer.

De qualquer forma, o desenvolvimento de anticorpos deverá, em teoria, contribuir para reduzir a propagação do vírus.

Até hoje, a Suécia registou um total de 31.523 casos de infeção, de que resultaram 3.831 mortes.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 323 mil mortos e infetou quase 4,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados.

 

JSD // AMG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS