Covid-19: “Trabalho e sentido cívico” colocam Açores com risco moderado – Governo

O secretário regional da Saúde e Desporto considerou hoje que o “trabalho e sentido cívico de muitos” permitiu que os Açores estejam no nível de risco moderado para a covid-19 no mapa sobre viagens.

Covid-19:

Covid-19: “Trabalho e sentido cívico” colocam Açores com risco moderado – Governo

O secretário regional da Saúde e Desporto considerou hoje que o “trabalho e sentido cívico de muitos” permitiu que os Açores estejam no nível de risco moderado para a covid-19 no mapa sobre viagens.

Os Açores, de risco moderado para a covid-19, são exceção numa União Europeia (UE) pintada a vermelho-escuro no mapa do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) sobre viagens, onde se insere Portugal continental e Madeira.

“Mais uma vez os Açores são das regiões da Europa com melhor resposta à pandemia e por isso vamos fazer mais um esforço para que o previsível aumento de casos tenha o menor impacto na saúde e na vida dos açorianos, sublinha Clélio Meneses, numa declaração escrita enviada à agência.

O governante considerou ainda que o principal agente de combate à pandemia “é cada um de nós” e apelou ao sentido de responsabilidade individual que garante o controlo da pandemia”.

O arquipélago regista presentemente 593 casos positivos ativos, sendo 473 em São Miguel, 48 na Terceira, 32 em Santa Maria, 19 na Graciosa, 12 no Faial, cinco nas Flores e quatro no Pico.

Desde o início da pandemia, os Açores contabilizam 10.997 casos de covid-19, um total de 10.162 recuperações e 49 mortes.

Na quinta-feira foi atualizado o mapa do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças

Este mapa do ECDC combina as taxas de notificação de casos de covid-19 nos últimos 14 dias, o número de testes realizados e o total de positivos, e é atualizado semanalmente, à quinta-feira.

Na atualização divulgada, na quinta-feira, Portugal continental e Madeira surgem na pior categoria de todas neste sistema de semáforos, a vermelho-escuro, que é referente a regiões onde o SARS-CoV-2, que causa a covid-19, circula a níveis muito elevados.

Nesta categoria vermelho-escuro, que significa que a taxa cumulativa de notificação de casos de covid-19 nos últimos 14 dias é igual ou superior a 500 por cada 100 mil habitantes, estão inseridas grande parte das regiões europeias, numa altura em que a variante Ómicron do SARS-CoV-2 se propaga a um ritmo intenso e em que há um elevado ressurgimento das infeções.

Os Açores são, assim, exceção, ao surgirem no mapa de quinta-feira do ECDC na categoria laranja, de risco moderado para a covid-19, que é referente a regiões em que, segundo os critérios da agência: a taxa de notificação de 14 dias é inferior a 50 e a taxa de positividade do teste for 4% ou mais ou a taxa de notificação de 14 dias é igual ou superior a 50 e inferior a 75 e a taxa de positividade do teste é igual ou superior a 1% ou ainda que a taxa de notificação de 14 dias está entre 75 e 200 e a taxa de positividade do teste é inferior a 4%.

Este mapa da agência europeia segue um sistema de semáforos sobre a propagação da covid-19 na UE, a começar no verde (situação favorável), passando pelo laranja, vermelho e vermelho escuro (situação muito perigosa).

Serve de auxílio aos Estados-membros sobre as restrições a aplicar às viagens no espaço comunitário.

APE (ANE) // HB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS