Covid-19: Timor-Leste vai receber esta semana maiores carregamento de sempre de vacinas

Timor-Leste vai receber esta semana cerca de 500 mil doses da vacina AstraZeneca contra a covid-19, praticamente tantas quanto o país recebeu desde o início da vacinação, em abril, confirmou fonte oficial.

Covid-19: Timor-Leste vai receber esta semana maiores carregamento de sempre de vacinas

Covid-19: Timor-Leste vai receber esta semana maiores carregamento de sempre de vacinas

Timor-Leste vai receber esta semana cerca de 500 mil doses da vacina AstraZeneca contra a covid-19, praticamente tantas quanto o país recebeu desde o início da vacinação, em abril, confirmou fonte oficial.

Fonte da comissão interministerial para a vacinação contra a covid-19 disse à Lusa que são esperadas em Díli cerca de 300 mil doses da AstraZeneca oferecidas pela Austrália, que até ao momento enviou já para o país quase 280 mil doses.

São ainda esperadas cerca de 170 mil doses oferecidas pelo Governo do Japão.

Ainda este mês poderão chegar da Austrália até 200 mil vacinas adicionais.

As chegadas previstas somam-se às quase 515 mil que o país recebeu até ao momento através do mecanismo Covax, de Portugal, da Austrália, Nova Zelândia e China, permitindo avançar significativamente na cobertura da inoculação no país.

Numa nota enviada à Lusa, e sem querer detalhar os totais de vacinas que vão ser enviadas nos próximos carregamentos para Díli, a Embaixada da Austrália em Díli reitera o compromisso de “continuar a trabalhar com Timor-Leste na resposta à covid-19, incluindo na campanha de vacinação”.

Até agora, a Austrália já forneceu 277.850 doses da AstraZeneca fabricadas na Austrália. Mais carregamentos significativos chegam esta semana e nas próximas semanas”, refere a embaixada.

Globalmente, a Austrália comprometeu-se a disponibilizar 20 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 para o Pacífico e Timor-Leste.

Apesar do relativo êxito da campanha de vacinação contra a covid-19 em Timor-Leste, as autoridades admitem que há problemas pontuais em alguns locais, tanto por falta de socialização e informação adequada como por tentativas de ‘amedrontar’ a população.

Uma das situações é o município de Ermera, a sul de Díli, onde se vive o segundo maior surto de transmissão de sempre da doença no país, depois da capital, com a região a ter já casos confirmados da variante Delta.

A região de Ermera tem atualmente o maior número de casos ativos (715), ou 52% do total ativo no país.

Dados do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) e da Comissão Interministerial para a Vacinação mostram, porém, que a vacinação em Ermera é a mais baixa de todo o país com 14,1% com a primeira dose e 1,6% com a vacinação completa.

A nível nacional, 315.746 pessoas já receberem a primeira dose (41,8% da população com mais de 18 anos) e 110.056 pessoas a completarem as duas doses de vacinação (14,5% da população).

Em Díli já receberam a primeira dose 68% dos habitantes com mais de 18 anos, e estão vacinados 44,5%, com mais de metade das populações de Viqueque e Covalima já com a primeira dose.

ASP // SB 

Lusa/Fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS