Covid-19: São Tomé e Príncipe regista mais um morto e três novas infeções

São Tomé e Príncipe registou mais uma morte por Covid-19, uma mulher de 53 anos de idade, elevando-se para 13 o número de óbitos causados pela doença

Covid-19: São Tomé e Príncipe regista mais um morto e três novas infeções

Covid-19: São Tomé e Príncipe regista mais um morto e três novas infeções

São Tomé e Príncipe registou mais uma morte por Covid-19, uma mulher de 53 anos de idade, elevando-se para 13 o número de óbitos causados pela doença

São Tomé, 24 jun 2020 (Lusa) – São Tomé e Príncipe registou hoje mais uma morte por Covid-19, uma mulher de 53 anos de idade, elevando-se para 13 o número de óbitos causados pela doença, disse hoje a porta-voz do Ministério da Saúde.

Segundo Isabel dos Santos, a vítima mortal do novo coronavírus reside na cidade da Trindade, no distrito de Mé Zóchi, o segundo mais populoso e o mais afetado pela pandemia.

A paciente estava internada há vários dias no hospital de campanha, instalado no Centro de Estágio da Federação São-tomense de Futebol.

A porta-voz do Ministério da Saúde refere ainda que nas últimas 24 horas foram registadas três novos casos positivos de Covid-19, entre dez testados realizados no novo laboratório que entrou terça-feira em funcionamento, aumentando para 710 as infeções acumuladas no país.

Em isolamento domiciliar encontram-se 483 pessoas e o número de casos recuperados é estimado em 211 pacientes.

Isabel dos Santos que falava a jornalistas quando fazia a atualização do Boletim Diário Coronavírus sublinhou ainda que existe um paciente no serviço sintomático respiratório e um outro em isolamento domiciliar na cidade de Santo António, na Região Autónoma do Príncipe.

Em África, há 8.618 mortos confirmados em mais de 324.500 infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné Equatorial lidera em número de infeções e de mortos (2.001 casos e 32 mortos), seguida da Guiné-Bissau (1.556 casos e 19 mortos), Cabo Verde (998 casos e oito mortos), Moçambique (762 casos e cinco mortos), São Tomé e Príncipe (707 casos e 12 mortos) e Angola (189 infetados e 10 mortos).

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de infetados e de mortos (mais de 1,1 milhões de casos e 52.645 óbitos), depois dos Estados Unidos.

 

MYB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS