Covid-19: São Tomé e Príncipe com mais 28 casos positivos

São Tomé e Príncipe registou nas últimas 48 horas mais 28 casos do novo coronavírus, aumentando o número de infeções para 1.170, indica o Boletim Diário Covid-19 de hoje.

Covid-19: São Tomé e Príncipe com mais 28 casos positivos

Covid-19: São Tomé e Príncipe com mais 28 casos positivos

São Tomé e Príncipe registou nas últimas 48 horas mais 28 casos do novo coronavírus, aumentando o número de infeções para 1.170, indica o Boletim Diário Covid-19 de hoje.

De acordo com o documento, 19 dos novos casos referem-se aos resultados dos testes efetuados hoje, sendo que a maioria foi detetada na Região Autónoma do Príncipe, onde nos últimos dois dias o número de pacientes contaminados aumentou para 41.

De acordo com o Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe, existem atualmente 158 pessoas com infeção pelo novo coronavírus sob vigilância, em isolamento domiciliar, sendo que 116 em São Tomé e 37 na ilha do Príncipe.

Nos hospitais de campanha nas duas ilhas estão internadas cinco pacientes, quatro na cidade de Santo António e um em São Tomé.

De acordo ainda com a mesma fonte, o total de pacientes dados como recuperados são 995.

O Governo da Guiné Equatorial ofereceu a São Tomé e Príncipe 100 mil máscaras, 20 caixas de desinfetantes, 10 caixas de luvas e quatro caixas de fatos de proteção individual, para combate à covid-19, cuja contaminação aumentou vertiginosamente nas últimas semanas no país.

Este donativo, cujo valor que não foi revelado é oferta do vice-presidente e encarregado de defesa do Estado da Guiné Equatorial, Teodoro Ngumea Obiang Mang.

A entrega dos materiais coube ao ministro da presidência e encarregado de segurança externa da Guiné Equatorial, Juan António Nchuma, que se deslocou ao país acompanhado do vice-ministro da Saúde.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.058.226 mortos resultantes de mais de 96,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

MYB // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS