Covid-19: Restaurantes franceses recorrem para a justiça da ordem de encerramento

A principal organização francesa de restaurantes, bares e cafés anunciou que vai recorrer para a justiça do encerramento da sua atividade com o confinamento obrigatório, em 30 de outubro.

Covid-19: Restaurantes franceses recorrem para a justiça da ordem de encerramento

Covid-19: Restaurantes franceses recorrem para a justiça da ordem de encerramento

A principal organização francesa de restaurantes, bares e cafés anunciou que vai recorrer para a justiça do encerramento da sua atividade com o confinamento obrigatório, em 30 de outubro.

A principal organização francesa de restaurantes, bares e cafés anunciou que vai recorrer para a justiça do encerramento da sua atividade com o confinamento obrigatório, em 30 de outubro.

O Sindicato da Indústria da Hotelaria (Umih em francês) recordou que o Governo justificou o encerramento por razões sanitárias para combater os contágios do novo coronavírus.

No entanto, frisou que [o Governo] não forneceu dados que demonstrem que há mais infeções nos restaurantes do que nos refeitórios coletivos, que têm continuado a funcionar e recebem mais pessoas.

O Umih reiterou que nos seus estabelecimentos estão aplicados desde junho e do final do primeiro confinamento os mesmos protocolos em vigor nos refeitórios públicos. Por essa razão, consideram-se discriminados e estimam ter o recurso aprovado até 20 de novembro.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro francês, Jean Castex advertiu que após ser levantado o confinamento domiciliário na sua atual versão, e que prevê que aconteça a partir de 01 de dezembro, os bares e restaurantes continuarão fechados.

Na quarta-feira, a entidade patronal da hotelaria publicou um inquérito feito a 6.600 empresas do setor em que 65,8% dos profissionais afirmaram temer que este segundo confinamento obrigue a empresa a fechar portas.

LEIA MAIS

Meteorologia: Previsão do tempo para domingo, 15 de novembro

 

Impala Instagram


RELACIONADOS