Covid-19: Reino Unido ultrapassa pela primeira vez os 41 mil casos diários

O Reino Unido contabilizou 41.385 casos de infeção pelo novo coronavírus e 357 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, informaram as autoridades sanitárias britânicas.

Covid-19: Reino Unido ultrapassa pela primeira vez os 41 mil casos diários

Covid-19: Reino Unido ultrapassa pela primeira vez os 41 mil casos diários

O Reino Unido contabilizou 41.385 casos de infeção pelo novo coronavírus e 357 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, informaram as autoridades sanitárias britânicas.

O Reino Unido contabilizou 41.385 casos de infeção pelo novo coronavírus e 357 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, informaram hoje as autoridades sanitárias britânicas, que alertaram para o nível de contágios diários sem precedentes.

É a primeira vez que o Reino Unido ultrapassa a barreira dos 41 mil novos casos de infeção, segundo as autoridades sanitárias britânicas, que estão particularmente preocupadas com o aumento dos contágios no sul e no sudeste de Inglaterra, situação que estará presumivelmente relacionada com o surgimento de uma nova estirpe do SARS-Cov-2.

O número mais alto de contágios diários desde o início da crise pandémica tinha sido registado no país em 23 de dezembro: 39.237 casos.

Os números de hoje ainda não incluem os dados da Escócia e da Irlanda do Norte, que só deverão fornecer informações atualizadas na terça-feira.

No total, o Reino Unido contabiliza, até à data, 2.329.730 casos da doença covid-19 e mais de 71.000 vítimas mortais, um dos índices de mortalidade mais altos na Europa.

“Apesar dos níveis sem precedentes de infeções, há esperança no horizonte”, afirmou a diretora médica da Direção-Geral da Saúde de Inglaterra, Yvonne Doyle, numa clara referência ao programa de vacinação iniciado este mês no Reino Unido.

A representante pediu à população para que ajude a conter a propagação do vírus, porque “os hospitais estão (neste momento) mais vulneráveis, com os novos internamentos a aumentarem em todas as regiões”.

É o caso dos hospitais na região sudeste de Inglaterra que estão a enfrentar uma crescente pressão por causa do significativo aumento de novas infeções.

Por exemplo, os serviços de ambulâncias nesta região, onde uma nova variante do SARS-Cov-2 foi identificada, estão a receber cerca de 8.000 chamadas de emergência por dia, níveis que não eram registados desde a primeira vaga de casos de covid-19, em abril passado.

Perante o aumento de novos casos, os hospitais britânicos estão a cancelar os procedimentos médicos não urgentes e estão a tentar encontrar soluções para conseguir acomodar mais doentes com covid-19, segundo relatou hoje a agência Associated Press (AP).

Os últimos números disponíveis indicavam que até ao passado dia 22 de dezembro estavam 21.286 pessoas hospitalizadas por covid-19 no Reino Unido, mas é expectável que este número tenha aumentado nos últimos dias.

A pandemia da doença covid-19 já provocou pelo menos 1.765.049 mortos resultantes de mais de 80,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus (SARS-Cov-2) detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS