Covid-19: Reino Unido ultrapassa 137 mil mortes desde o início da pandemia

O Reino Unido registou 166 mortes de covid-19 nas últimas 24 horas, ultrapassando as 137 mil desde o início da pandemia, e 33.869 novos casos, de acordo com dados oficiais atualizados hoje.

Covid-19: Reino Unido ultrapassa 137 mil mortes desde o início da pandemia

Covid-19: Reino Unido ultrapassa 137 mil mortes desde o início da pandemia

O Reino Unido registou 166 mortes de covid-19 nas últimas 24 horas, ultrapassando as 137 mil desde o início da pandemia, e 33.869 novos casos, de acordo com dados oficiais atualizados hoje.

Na segunda-feira, o Reino Unido tinha registado 33 mortes e 35.077 casos, mas os números relativos ao fim de semana são normalmente mais baixos devido ao atraso no processamento.

Nos últimos sete dias, entre 29 de setembro e hoje, a média diária foi de 111 mortes e 34.066 casos, o que corresponde a uma descida de 15,5% no número de mortes e de 2,3% no número de infeções relativamente aos sete dias anteriores.

Desde o início da pandemia, foram notificados 137.152 óbitos de covid-19.

A média diária de hospitalizações foi de 705 entre 25 de setembro e 01 de outubro, uma descida de 7,1% face aos sete dias anteriores.

Nas últimas 24 horas foram administradas 67.008 vacinas no país.

As autoridades deixaram de publicar a percentagem da população imunizada devido às dificuldades em incluir os dados relativos ao grupo dos 12-15 anos, mas atualmente 83% da população tem a vacinação completa.

A covid-19 provocou pelo menos 4.805.049 mortes em todo o mundo, entre mais de 235,30 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.004 pessoas e foram contabilizados 1.072.037 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

BM // CSJ

Lusa/fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS