Covid-19: Reino Unido regista 345 mortos e continua a reduzir taxas de contágio

O Reino Unido registou 345 mortes e 8.523 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados publicados, que mostram que a transmissão do vírus continua a diminuir.

Covid-19: Reino Unido regista 345 mortos e continua a reduzir taxas de contágio

Covid-19: Reino Unido regista 345 mortos e continua a reduzir taxas de contágio

O Reino Unido registou 345 mortes e 8.523 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados publicados, que mostram que a transmissão do vírus continua a diminuir.

O Reino Unido registou 345 mortes e 8.523 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados publicados hoje pelo Governo britânico, que mostram que a transmissão do vírus continua a diminuir.

Na quinta-feira tinham sido notificadas 323 mortes e 9.985 casos, mas a média dos últimos sete dias é de 357 mortes e 9.688 infeções.

No total, morreram no Reino Unido 122.415 pessoas entre 4.163.085 casos de contágio confirmados desde o início da pandemia covid-19.

Entre 20 e 26 de fevereiro houve uma redução de 31,3% de mortes de covid-19 e de 16,8% no número de pessoas com um resultado de teste positivo confirmado em relação aos sete dias anteriores.

A taxa de incidência é agora de 114 casos e quatro mortes por 100 mil habitantes.

Até agora, 19.177.555 pessoas receberam a primeira dose de uma vacina contra o novo coronavírus, das quais 736.037 receberam uma segunda dose, a qual é administrada com um intervalo de até 12 semanas.

Na atualização semanal divulgada hoje, os cientistas estimaram que o índice de transmissibilidade efetivo (Rt) no Reino Unido manteve-se em entre 0,6 e 0,9, o que confirma que a transmissão do vírus continua a diminuir.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.508.786 mortos no mundo, resultantes de mais de 112,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.243 pessoas dos 802.773 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS