Covid-19: Regulador abre a porta a novos processos de aquisição conjunta de antibióticos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) abriu hoje a porta a eventuais novos processos de aquisição conjunta, como se verifica atualmente a nível europeu em relação às vacinas contra a covid-19, sobretudo na área dos antibióticos.

Covid-19: Regulador abre a porta a novos processos de aquisição conjunta de antibióticos

Covid-19: Regulador abre a porta a novos processos de aquisição conjunta de antibióticos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) abriu hoje a porta a eventuais novos processos de aquisição conjunta, como se verifica atualmente a nível europeu em relação às vacinas contra a covid-19, sobretudo na área dos antibióticos.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) abriu hoje a porta a eventuais novos processos de aquisição conjunta, como se verifica atualmente a nível europeu em relação às vacinas contra a covid-19, sobretudo na área dos antibióticos.

“A iniciativa de aquisição conjunta de vacinas na Europa foi fundamental na luta contra a covid-19 e apontou para muitas oportunidades de fazer isto noutras áreas. Um dos desafios ao nível da oferta é que estados-membros mais pequenos não têm o poder de compra necessário e este mecanismo pode ajudar. Penso que em novos antibióticos, especialmente, esta pode ser uma oportunidade importante para progredir”, afirmou a diretora da EMA, Emer Cooke.

Numa intervenção efetuada na conferência “Reforçar o papel da UE na Saúde Global”, realizada no âmbito da presidência portuguesa da União Europeia (UE), a responsável da EMA lembrou que a instituição “não faz parte deste processo, porque a dimensão económica está fora” da sua responsabilidade. Porém, lembrou que “a pandemia exigiu maior integração nas atividades de saúde entre os estados-membros” e o reforço da colaboração internacional.

“Esta crise realçou algumas vulnerabilidades estruturais nas cadeias de abastecimento globais: o facto de estarmos dependentes de alguns países na provisão de ingredientes farmacêuticos; a dificuldade de adaptação para responder rapidamente a aumentos súbitos da procura; e a necessidade de nós, como reguladores, definirmos requisitos para assegurar a disponibilização no mercado e o aumento da produção de vacinas e tratamentos seguros e eficazes”, notou.

Com o elogio a uma conferência realizada “no momento certo” para a reflexão sobre os avanços registados na área da saúde global por força da covid-19, Emer Cooke expressou a importância da cooperação com parceiros internacionais, quer ao nível da convergência científica, quer noutras áreas, como a inspeção.

“Temos de fomentar a solidariedade global e a consciencialização de que nenhum país está seguro até que todos estejam em segurança. As ameaças só podem ser enfrentadas se abordarmos todas as interdependências relevantes nas nossas sociedades e nos sistemas de produção globais”, sintetizou.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.745.337 mortos no mundo, resultantes de mais de 124,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

 

 

LEIA AGORA
Regulador europeu deve aprovar vacina da AstraZeneca esta semana e avalia a russa
AstraZeneca esconde vacinas em armazém em Roma
Operação policial em Roma encontra 29 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, mais do que as que a União Europeia já recebeu. Destas, 16 milhões de doses teriam o Reino Unido como destino. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS