Covid-19: Redução de tarifas vai custar 13,3 ME à elétrica de Moçambique

A empresa estatal Eletricidade de Moçambique (EDM) vai ter um custo de 15 milhões de dólares (13,3 milhões de euros) com a redução da tarifa para as famílias mais desfavorecidas e pequenas e médias empresas, anunciou hoje a companhia.

Covid-19: Redução de tarifas vai custar 13,3 ME à elétrica de Moçambique

Covid-19: Redução de tarifas vai custar 13,3 ME à elétrica de Moçambique

A empresa estatal Eletricidade de Moçambique (EDM) vai ter um custo de 15 milhões de dólares (13,3 milhões de euros) com a redução da tarifa para as famílias mais desfavorecidas e pequenas e médias empresas, anunciou hoje a companhia.

Na última semana, o ministro dos Recursos Minerais e Energia moçambicano, Max Tonela, disse no parlamento que a EDM vai cortar 50% da tarifa de energia para as famílias vulneráveis e 10% para as pequenas e médias empresas afetadas pela pandemia de covid-19.

O porta-voz da EDM, Luis Amado, disse hoje em conferência de imprensa, em Maputo, que a redução das tarifas vai beneficiar 179 mil clientes e terá um impacto de 15 milhões de dólares nas receitas da empresa.

Luís Amado avançou que a empresa vai procurar junto do Governo encontrar uma forma de compensação, uma vez que pode afetar a capacidade de a empresa cumprir o seu plano de investimento na expansão da rede elétrica.

Para este ano, a elétrica pública moçambicana projeta expandir o fornecimento de energia para 300 mil consumidores.

A redução da tarifa de energia para as famílias mais desfavorecidas e para as micro, pequenas e médias empresas afetadas pela pandemia de covid-19 enquadra-se num conjunto de medidas de alívio económico e fiscal que o Governo de Moçambique tem vindo a anunciar.

Moçambique tem um total acumulado de 316 casos de infeção pelo novo coronavírus, dois óbitos e 10 recuperados.

PMA // SR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS