Covid-19: Portugueses “cumpriram bem” período da Páscoa – comandante-geral da GNR

Luís Botelho Miguel afirmou que houve “uma aceitação generalizada da população” das medidas de confinamento no período da Páscoa, devido à covid-19, e que os portugueses “ficaram em casa”.

Covid-19: Portugueses

Covid-19: Portugueses “cumpriram bem” período da Páscoa – comandante-geral da GNR

Luís Botelho Miguel afirmou que houve “uma aceitação generalizada da população” das medidas de confinamento no período da Páscoa, devido à covid-19, e que os portugueses “ficaram em casa”.

Lisboa, 14 abr 2020 (Lusa) — O comandante-geral da GNR, Luís Botelho Miguel, afirmou hoje que houve “uma aceitação generalizada da população” das medidas de confinamento no período da Páscoa, devido à covid-19, e que os portugueses “cumpriram bem” e “ficaram em casa”.

O responsável falava aos jornalistas após uma audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que chamou a corporação para agradecer o trabalho desenvolvido nas últimas semanas.

“O Presidente chamou-nos para transmitir a gratidão pelo trabalho que os militares da GNR têm desenvolvido no estado de emergência”, disse Luís Botelho Miguel aos jornalistas após a reunião com Marcelo Rebelo de Sousa.

Questionado pelos jornalistas, o comandante-geral disse que apesar de haver militares infetados com covid-19 tal não coloca em causa a operacionalidade da GNR, nem esta está em causa mesmo que a situação do estado de emergência se prolongue no tempo, e disse que não tem havido problemas e que “a população está motivada”.

Em relação ao material de proteção individual Luís Botelho Miguel disse que “os meios são suficientes” e “estão a ser distribuídos de acordo com as necessidades”.

Na operação da semana passada que visou garantir o cumprimento das regras apertadas de circulação durante o período da Páscoa foram detidas 87 pessoas pela PSP e GNR, das quais 15 estavam infetadas com covid-19, foi hoje anunciado em conferência de imprensa.

 “A operação correu bem muito por conta daquilo que foi, mais uma vez, o comportamento de cidadania da sociedade neste período”, disse aos jornalistas, na conferência de imprensa, o diretor de operações da GNR.

Portugal, que está em estado de emergência até pelo menos 17 de abril, regista até agora 567 mortos e 17.448 casos de infeção confirmados de covid-19, segundo o balanço hoje divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 120 mil mortos e infetou mais de 1,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

FP (CMP) // JMR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS