Covid-19: Portal ‘online’ divulga negócios de entregas ao domicílio

Um portal ‘online’ português de divulgação de negócios de entregas ao domicílio, através da área de residência, pretende ajudar as pessoas que se encontram em quarenta, durante a pandemia da covid-19, revelou hoje à agência Lusa a responsável.

Covid-19: Portal 'online' divulga negócios de entregas ao domicílio

Covid-19: Portal ‘online’ divulga negócios de entregas ao domicílio

Um portal ‘online’ português de divulgação de negócios de entregas ao domicílio, através da área de residência, pretende ajudar as pessoas que se encontram em quarenta, durante a pandemia da covid-19, revelou hoje à agência Lusa a responsável.

De acordo com Patrícia Rodrigues, a ideia surgiu após analisar “demasiados pedidos, nas redes sociais, de pessoas que não queriam sair de casa e saber quais os serviços que estavam abertos e que poderiam entregar em casa”.

O projeto “Na minha Comunidade” surgiu há cerca de uma semana e já conta com 55 negócios disponíveis no sítio oficial da Internet (https://naminhacomunidade.pt), desde alimentação, animais, bebidas, ensino, entretenimento, limpeza, mobiliário, ourivesaria, saúde, serviços, tarot e vestuário.

“Neste momento, estão cerca de 55 negócios disponíveis no ‘site’ e estamos com uma lista de 20 para colocar hoje”, disse a mentora do projeto, revelando que, em poucos dias, o portal já teve “600 visitas”.

Para a também ‘designer’ gráfica, a plataforma é a forma de ajudar os negócios que se tiveram de reinventar, por causa do novo coronavírus, e começaram a fazer ‘take-away’ ou entregas em casa.

“Achei que seria muito produtivo ter um portal que pudesse divulgar o maior número possível de comerciantes que estão em funcionamento, porque a economia não pode parar”, realçou Patrícia Rodrigues.

Com cada vez mais inscrições de comerciantes, o portal está dependente de fundos próprios e tem procurado outros meios de subsistência.

“Está a ser criado com fundos próprios e tudo o que está criado, até agora, foi desenvolvido apenas por mim”, destacou a responsável, acrescentando que procura “algum tipo de apoio ou patrocínio para que possa crescer mais”.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 311 mortes, mais 16 do que na véspera (+5,4%), e 11.730 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 452 em relação a domingo (+4%).

Dos infetados, 1.099 estão internados, 270 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 140 doentes que já recuperaram.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 70 mil.

Dos casos de infeção, mais de 240 mil são considerados curados.

 

JML // MLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS