Covid-19: Polícia Marítima interrompe ajuntamentos de jovens no distrito de Leiria

Dois ajuntamentos, com “cerca de 125 jovens” que se “encontravam em ambiente festivo”, nas praias de Gralha e Nazaré, foram interrompidos hoje de madrugada pela Polícia Marítima, anunciou esta força policial.

Covid-19: Polícia Marítima interrompe ajuntamentos de jovens no distrito de Leiria

Covid-19: Polícia Marítima interrompe ajuntamentos de jovens no distrito de Leiria

Dois ajuntamentos, com “cerca de 125 jovens” que se “encontravam em ambiente festivo”, nas praias de Gralha e Nazaré, foram interrompidos hoje de madrugada pela Polícia Marítima, anunciou esta força policial.

Dois ajuntamentos, com “cerca de 125 jovens” que se “encontravam em ambiente festivo”, nas praias de Gralha e Nazaré, foram interrompidos hoje de madrugada pela Polícia Marítima, anunciou esta força policial.

Os grupos de jovens, com idades entre os 18 e os 28 anos, encontravam-se na praia da Gralha, no concelho de Alcobaça, e na praia da Nazaré, no concelho da Nazaré, ambas no distrito de Leiria.

A Polícia Marítima da Nazaré deslocou-se aos dois locais, “na sequência de várias denúncias”.

Na praia da Gralha foi identificado “um grupo de cerca de 55 jovens” e um outro grupo “de cerca de 70 jovens” foi identificado na praia da Nazaré.

“Os dois grupos encontravam-se em ambiente festivo, a ouvir música e a consumir bebidas alcoólicas perto da praia”, segundo o comunicado da Polícia Marítima.

Os agentes policiais deram instruções para os jovens abandonarem os locais, que “foram prontamente acatadas”.

Por decisão do Governo, anunciada na sexta-feira, deixa de vigorar a situação de calamidade e Portugal continental passou para o estado de contingência, no âmbito do qual o alívio de diversas restrições neste território previsto para o início de setembro foi adiantado para a próxima segunda-feira.

Porém, mantêm-se em vigor as normas de distanciamento social e a proibição de ajuntamentos em locais públicos.

A covid-19 provocou pelo menos 4.401.486 mortes em todo o mundo, entre mais de 209,9 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.630 pessoas e foram contabilizados 1.017.308 casos de infeção confirmados, segundo dados divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS