Covid-19: PM de Cabo Verde pede mais vacinas para imunizar 70% da população

O primeiro-ministro cabo-verdiano disse hoje que 83% dos profissionais de saúde e metade dos bombeiros e proteção civil já foram vacinados contra a covid-19 e pediu mais doses para imunizar 70% de toda a população ainda este ano.

Covid-19: PM de Cabo Verde pede mais vacinas para imunizar 70% da população

Covid-19: PM de Cabo Verde pede mais vacinas para imunizar 70% da população

O primeiro-ministro cabo-verdiano disse hoje que 83% dos profissionais de saúde e metade dos bombeiros e proteção civil já foram vacinados contra a covid-19 e pediu mais doses para imunizar 70% de toda a população ainda este ano.

“O Governo pretende vacinar 70% da população do país ainda este ano, para tal temos que ter acesso a mais doses de vacina”, pediu Ulisses Correia e Silva, enquanto orador convidado da Gavi (Aliança das Vacinas) e dos Estados Unidos no evento online de lançamento do programa sobre oportunidades de investimento.

“Para atingir essa meta espero poder a continuar com a importante colaboração dos habituais parceiros de desenvolvimento de Cabo Verde. Estaremos a contribuir, assim, para a tão desejada retoma económica e social, através da normalização da situação sanitária”, apelou.

O chefe de Governo cabo-verdiano adiantou que 83% dos profissionais e trabalhadores de saúde já foram vacinados, bem como 50% de bombeiros e pessoal da proteção civil e o país já iniciou a vacinação de pessoas de mais de 60 anos de idade.

“A vacinação contra a covid-19 é uma prioridade para Cabo Verde, para a saúde e para a retoma da economia”, salientou o primeiro-ministro.

Cabo Verde recebeu 24.000 doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca em 12 de março e 5.850 da Pfizer dois dias depois, com o plano de vacinação nacional a iniciar-se em 19 de março, assumindo o Governo a meta de vacinar 70% da população até final do ano.

As doses já recebidas em Cabo Verde inserem-se num total de 108 mil a fornecer pela AstraZeneca ao abrigo da Covax, iniciativa fundada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que visa garantir uma vacinação equitativa contra o novo coronavírus.

Há uma semana, o diretor nacional de Saúde cabo-verdiano, Jorge Noel Barreto, informou à agência Lusa que cerca de 4.000 pessoas já tinham sido vacinadas com a primeira dose da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca e da Pfizer, sem registo de qualquer ocorrência.

A vacinação começou com os profissionais de saúde que trabalham na linha da frente do combate à pandemia, mas o plano de vacinação contra a covid-19 em Cabo Verde colocou nos grupos prioritários ainda os doentes crónicos, maiores de 60 anos, profissionais do turismo, professores, agentes da Polícia Nacional, Forças Armadas e elementos do Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros, estimando-se a necessidade de 267.293 doses da vacina.

A Covax, que conta com a colaboração da Gavi, foi criada para garantir que as vacinas contra a covid-19 sejam disponibilizadas a 92 países de baixo e médio rendimento.

Cabo Verde registou na quinta-feira 255 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, elevando para 19.780 os casos positivos acumulados desde o início da pandemia dos quais 188 óbitos e 17.802 casos recuperados da doença.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.987.891 mortos no mundo, resultantes de mais de 139 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

RIPE // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS