Covid-19: Plano de Contingência para o Inverno na Madeira inclui vacina dupla

A administração de uma vacina dupla contra a covid-19 e a vacinação contra a gripe para maiores de 55 anos, são medidas previstas no Plano de Contingência para Inverno divulgado hoje pelo Governo da Madeira.

Covid-19: Plano de Contingência para o Inverno na Madeira inclui vacina dupla

Covid-19: Plano de Contingência para o Inverno na Madeira inclui vacina dupla

A administração de uma vacina dupla contra a covid-19 e a vacinação contra a gripe para maiores de 55 anos, são medidas previstas no Plano de Contingência para Inverno divulgado hoje pelo Governo da Madeira.

O documento foi apresentado em conferência de imprensa, no Funchal, pelo secretário regional da Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, e vai vigorar a partir deste mês e até abril do próximo ano com o objetivo de “prevenir e minimizar os efeitos do frio extremo e das infeções respiratórias, particularmente da gripe e covid-19, na saúde da população”.

Sobre a administração da dose dupla da vacina contra a covid-19, o governante madeirense explicou que “são suas vacinas incorporadas numa só”, sendo uma “contra a variante inicial” e outra “contra a nova variante da Ómicron, que permitem um reforço e uma proteção adicional”.

Esta medida destina-se sobretudo a pessoas com doenças crónicas e com mais de 60 anos.

O documento inclui, como já havia anunciado esta semana, a implementação de uma campanha de vacinação contra a gripe para pessoas com mais de 55 anos, estando prevista a chegada à Madeira de 55 mil doses, que vão abranger os profissionais de saúde, da área social e da educação, além dos doentes crónicos.

“A localização geográfica e as características particulares de Portugal e da Região Autónoma da Madeira (RAM) determinam uma especial vulnerabilidade às alterações climáticas e à ocorrência de fenómenos climáticos extremos”, lê-se no mesmo documento.

Estas medidas foram delineadas devido ao “risco acrescido decorrente da circulação do vírus SARS-CoV-2, Influenza e outros vírus respiratórios” e o “aumento da morbilidade, da procura dos serviços de saúde e da mortalidade”, justificam as autoridades de saúde no mesmo plano.

As autoridades de saúde da Madeira pretendem ainda “promover a avaliação sistemática do risco, a gestão do risco identificado e a comunicação do risco, de forma metódica e integrada”.

De acordo com os dados dos serviços de saúde da Madeira, em 2021/2022 foram administradas 51.913 vacinas contra a gripe, o que representa 68,8% da população, sendo que, do total das doses, 95,2% foram gratuitas e 4,8% adquiridas pelos utentes.

Mais de 58% dos vacinados foram pessoas na faixa etária dos 70 anos.

No que diz respeito à vacinação contra a covid-19, foram administradas 538.218 doses, o que significa que 92% da população (227.907) tem o processo vacinal iniciado, 91% (224.983) tem a vacinação completa e 53% (112.579) receberam o reforço, menciona o mesmo documento.

Quanto à situação epidemiológica, em julho de 2022, a região registou 4.940 casos confirmados de covid-19, 35 óbitos e 51 infetados internados no hospital do Funchal.

Em termos cumulativos, a Madeira soma 137.554 casos confirmados, um total de 375 mortes, 136.632 recuperados e 2.806.101 testados.

“Perante um agravamento das condições meteorológicas e da situação epidemiológica da covid-19, poderá ainda ser ativado um Grupo de Crise definido pela Secretaria Regional da Saúde”, determina o mesmo plano.

O plano está assente em três eixos: informação, prevenção, controlo e comunicação.

AMB // MCL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS