Covid-19: Pandemia matou mais 270 pessoas em África nas últimas 48 horas – CDC

Quase 270 pessoas morreram com covid-19 nos últimos dois dias em África, que registou 6.153 novos casos e mais 4.709 pessoas recuperadas, segundo dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).

Covid-19: Pandemia matou mais 270 pessoas em África nas últimas 48 horas - CDC

Covid-19: Pandemia matou mais 270 pessoas em África nas últimas 48 horas – CDC

Quase 270 pessoas morreram com covid-19 nos últimos dois dias em África, que registou 6.153 novos casos e mais 4.709 pessoas recuperadas, segundo dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).

Segundo o África CDC, até ao dia de hoje morreram 218.288 pessoas, de um total de 8.494.634 casos, entre os quais há 7.892.669 doentes recuperados dos casos de infeção pelo SARS-CoV-2 no continente desde o início da pandemia.

A África Austral continua a ser a região mais afetada do continente, atualmente com 3.925.417 casos e 111.294 mortes associadas à covid-19, sendo que nesta zona o país mais afetado é a África do Sul, com 2.921.886 casos e 89.163 mortes, sendo também o país africano mais atingido pela pandemia.

O Norte de África é a segunda região do continente com mais casos, tendo contabilizado 2.590.405 pessoas com a doença, além de 70.350 mortes associadas à covid-19. Nesta região o país mais afetado é a Tunísia, com 25.231 mortes, entre 712.318 casos.

Em terceiro lugar surge a região da África Oriental, que contabiliza quase 1.050 mil casos e regista 22.902 mortes, sendo o Uganda e o Ruanda os países mais afetados, com 126.075 casos e 3.215 mortes; e 97.923 casos e 1.305 mortes, respetivamente.

A África Central contabiliza, ao dia de hoje, 266.625 casos e 3.791 mortes, enquanto na região da África Ocidental registam-se 662.331 casos e 9.951 mortes.

Depois da Tunísia, o segundo país africano com mais vítimas mortais depois da África do Sul, surgem países como o Egito, com 18.592 mortos ou Marrocos, com 14.667 vítimas mortais.

Entre os países mais afetados estão também a Etiópia, com 6.451 vítimas mortais e 364.960 infeções, a Argélia, com 5.918 óbitos e 206.358 pessoas infetadas, e o Quénia, com 5.276 mortes associadas à doença e 253.293 contágios acumulados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique contabiliza 1.930 mortes associadas à doença e 151.288 infetados no acumulado desde o início da pandemia, seguindo-se Angola com 1.705 óbitos e 64.226 casos, Cabo Verde (349 mortes e 38.207 infeções), Guiné Equatorial (166 óbitos e 13.304 casos), Guiné-Bissau (141 mortos e 6.139 infetados) e São Tomé e Príncipe (56 óbitos e 3.712 infeções).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A covid-19 provocou pelo menos 4.979.103 mortes em todo o mundo, entre mais de 245,47 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

SV(ATR) // SLX

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS