Covid-19. Ordem dos Enfermeiros exige «garantias de segurança» para os profissionais de saúde

Covid-19. Hospital São João fornece apenas uma máscara por turno aos profissionais de saúde. Ordem do enfermeiros exige «garantias de segurança».

Covid-19. Ordem dos Enfermeiros exige «garantias de segurança» para os profissionais de saúde

Covid-19. Ordem dos Enfermeiros exige «garantias de segurança» para os profissionais de saúde

Covid-19. Hospital São João fornece apenas uma máscara por turno aos profissionais de saúde. Ordem do enfermeiros exige «garantias de segurança».

«Os profissionais de saúde não devem prestar cuidados sem equipamentos de protecção individual adequados», reage a Ordem dos Enfermeiros à notícia exclusiva do Portal de Notícias de que o Hospital São João, no Porto, só cede uma máscara por turno a cada enfermeiro ou médico. A Ordem «apela, apesar da necessidade atual de racionamento, aos conselhos de administração para que disponibilizem aos profissionais de saúde equipamentos em quantidade e qualidade que permita a sua protecção». A Ordem relembra «que proteger os profissionais é proteger as pessoas». Em reunião com a ministra da saúde, na sexta feira passada, «alertámos para esta situação, tendo-nos sido garantido que a escassez de EPI estaria ultrapassada nesta semana». Os enfermeiros «estão empenhados em combater o vírus, mas precisam de garantir a sua segurança».

Enfermeiros e médicos do São João só têm uma máscara por turno

Enfermeiros e médicos do Hospital São João, no Porto, foram no domingo «apanhados de surpresa» pelo envio de um e-mail com novos procedimentos no que se refere às medidas de proteção em fase de pandemia com o coronavírus, que provocou a primeira morte em Portugal, vítima da doença Covid-19. O documento, enviado pela direção do hospital, refere que «será fornecido a cada profissional de saúde uma máscara cirúrgica, sendo da responsabilidade de cada profissional a conservação da mesma durante o turno de trabalho». Os turnos dos profissionais são de oito horas, mas podem estender-se até «18 horas ininterruptas, caso haja necessidade».

E-mail reforça a «necessidade de não desperdiçar» equipamento no combate ao Covid-19

Carta da direção do Hospital São João

O e-mail enviado sobre a utilização das máscaras reforça também a «necessidade de não desperdiçar este tipo de equipamento nesta fase da pandemia de modo a evitar o risco de rutura de stock». O Portal de Notícias aguarda reação da direção do Hospital São João.

Texto: Luís Martins | WiN Lisboa; Cynthia Valente | WiN Porto

Impala Instagram


RELACIONADOS