Covid-19: OMS inicia avaliação da resposta à pandemia

A Organização Mundial de Saúde (OMS) inicia esta semana a avaliação da resposta à pandemia da covid-19, com a primeira reunião de um comité de peritos prevista para terça e quarta-feira, anunciou hoje o diretor-geral.

Covid-19: OMS inicia avaliação da resposta à pandemia

Covid-19: OMS inicia avaliação da resposta à pandemia

A Organização Mundial de Saúde (OMS) inicia esta semana a avaliação da resposta à pandemia da covid-19, com a primeira reunião de um comité de peritos prevista para terça e quarta-feira, anunciou hoje o diretor-geral.

Segundo Tedros Adhanom Ghebreyesus, que falava na habitual videoconferência de imprensa na sede da organização, em Genebra, o comité, constituído por 23 especialistas, “avaliará o funcionamento do Regulamento Sanitário Internacional [RSI] durante a pandemia e recomendará alterações se for necessário”.

Entre os pontos a analisar pelos peritos estão a convocação de comités de emergência em janeiro, quando se conheceram os primeiros casos de infeção por covid-19 na China, e a declaração de emergência de saúde pública internacional, em 30 de janeiro.

A OMS anunciou, em 27 de agosto, que iria criar um comité independente, formado por peritos internacionais, para estudar a eventual revisão do RSI.

O comité deverá apresentar um relatório preliminar em novembro e um final em maio de 2021.

O RSI regulamenta a declaração de emergência de saúde pública internacional, como a da doença covid-19, e medidas específicas a aplicar nos portos, aeroportos e postos fronteiriços, além de exigir aos países que notifiquem a OMS de surtos que possam ameaçar a saúde pública mundial.

O atual RSI vigora desde 2007 e prevê a criação de um comité de avaliação por parte do diretor-geral da OMS.

Um outro comité irá, paralelamente, avaliar a gestão feita pela OMS à pandemia da covid-19, muito criticada pelos Estados Unidos, que iniciaram em julho o processo de saída da organização.

A pandemia da covid-19 já provocou pelo menos 889.498 mortos e infetou mais de 27,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço da agência noticiosa francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.843 pessoas das 60.507 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A covid-19 é uma doença respiratória causada por um novo coronavírus (tipo de vírus) detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Desde 11 de março que a covid-19 é considerada pela OMS uma pandemia.

ER // JMR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS