Covid-19: OMS classifica variante com origem na Índia como “variante de preocupação”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou a variante do coronavírus identificada na Índia como uma “variante de preocupação ou de interesse global”, por ser mais contagiosa.

Covid-19: OMS classifica variante com origem na Índia como

Covid-19: OMS classifica variante com origem na Índia como “variante de preocupação”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou a variante do coronavírus identificada na Índia como uma “variante de preocupação ou de interesse global”, por ser mais contagiosa.

Genebra, Suíça, 10 mai 2021 (Lusa) – A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou a variante do coronavírus SARS-CoV-2 identificada inicialmente na Índia como uma “variante de preocupação ou de interesse global”, por estudos indicarem ser mais contagiosa do que o vírus original.

A epidemiologista Maria Van Kerkhove, líder técnica da resposta à covid-19 na OMS, disse hoje, em videoconferência de imprensa, que há estudos preliminares que apontam para um “aumento da transmissibilidade” e “redução da neutralização” desta variante, já detetada em Portugal.

“Por isso, classificámos como uma variante de preocupação ou de interesse a nível global”, afirmou a especialista, a partir da sede da OMS, em Genebra, na Suíça.

Maria Van Kerkhove adiantou que são necessários mais estudos epidemiológicos e de sequenciação genética da variante com origem na Índia, muito embora até ao momento “nada sugere que vacinas, tratamentos e diagnósticos não funcionem com esta variante”.

“As informações que temos indicam que as medidas de saúde pública funcionam”, acrescentou.

A pandemia da covid-19 provocou, pelo menos, 3.294.812 mortos no mundo, resultantes de mais de 158,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência noticiosa francesa AFP.

Em Portugal morreram 16.993 pessoas dos 839.740 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, um novo tipo de vírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China, e que se disseminou rapidamente pelo mundo.

ER // JMR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS