Covid-19: Novo PM japonês determinado em acolher Jogos Olímpicos em 2021

O Japão está determinado em acolher os Jogos Olímpicos Tóquio2020, a realizar em 2021, apesar da pandemia de covid-19 ter causado o adiamento por um ano, assegurou hoje o novo primeiro-ministro japonês na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Covid-19: Novo PM japonês determinado em acolher Jogos Olímpicos em 2021

Covid-19: Novo PM japonês determinado em acolher Jogos Olímpicos em 2021

O Japão está determinado em acolher os Jogos Olímpicos Tóquio2020, a realizar em 2021, apesar da pandemia de covid-19 ter causado o adiamento por um ano, assegurou hoje o novo primeiro-ministro japonês na Assembleia Geral das Nações Unidas.

“No verão do próximo ano, o Japão está determinado a sediar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio, como prova da vitória da humanidade sobre a pandemia”, realçou Yoshihide Suga, através de uma mensagem gravada, citado pela agência AFP.

“Continuarei a não poupar esforços para vos dar as boas-vindas aos Jogos” que serão organizados “com toda a segurança”, acrescentou.

Na semana passada, Yoshihide Suga foi designado como o novo primeiro-ministro do Japão, substituindo Shinzo Abe, que renunciou ao cargo por motivos de saúde.

O discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, que é virtual na edição deste ano devido à pandemia de covid-19, marcou os primeiros passos do novo primeiro-ministro do Japão no cenário internacional.

A organização das olimpíadas de Tóquio e o Comité Olímpico Internacional (COI) têm-se manifestado mais confiantes nas últimas semanas sobre a possibilidade de organizar o evento desportivo global em 2021, com ou sem a vacina contra a covid-19 disponível.

Ainda assim, persistem dúvidas sobre a viabilidade de organizar um evento de grande dimensão perante a persistência da doença no mundo.

O fervor olímpico diminuiu também consideravelmente no Japão, onde menos de um terço dos japoneses se mostra favorável em acolher o evento em 2021, segundo sondagens realizadas no verão.

A organização e o COI iniciaram recentemente discussões sobre a longa lista de possíveis medidas a aplicar devido à pandemia.

Os atletas olímpicos podem ter de se comprometer a limitar as suas deslocações durante a competição, por exemplo.

O adiamento inédito dos Jogos Olímpicos criou também uma enorme dor de cabeça logística e despesas adicionais.

A organização está a estudar medidas de contenção de custos, através da redução do tamanho das cerimónias de abertura e encerramento do evento, que são geralmente impactantes.

Devido à pandemia de covid-19, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio2020 foram adiados para o verão de 2021 e deverão decorrer entre 23 de julho e 08 de agosto.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 984.068 mortos e cerca de 32,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

DYMC // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS