Covid-19: Mortos em África ultrapassam barreira dos 34 mil em 1.412.310 casos

O número de mortos em África devido à covid-19 ultrapassou a barreira dos 34 mil nas últimas 24 horas, com mais 121 vítimas mortais, num total de 1.412.310 casos na região.

Covid-19: Mortos em África ultrapassam barreira dos 34 mil em 1.412.310 casos

Covid-19: Mortos em África ultrapassam barreira dos 34 mil em 1.412.310 casos

O número de mortos em África devido à covid-19 ultrapassou a barreira dos 34 mil nas últimas 24 horas, com mais 121 vítimas mortais, num total de 1.412.310 casos na região.

Redação, 22 set 2020 (Lusa) — O número de mortos em África devido à covid-19 ultrapassou a barreira dos 34 mil nas últimas 24 horas, com mais 121 vítimas mortais, num total de 1.412.310 casos na região, de acordo com dados oficiais.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas registaram-se nos 55 Estados-membros da organização mais 4.630 casos de infeção.

Morreram até hoje 34.072 pessoas na região devido à covid-19, com os recuperados a atingirem os 1.158.162, mais 4.195 nas últimas 24 horas.

O maior número de casos de infeção e de mortos continua a registar-se na África Austral: 720.378 e 17.189, respetivamente. Nesta região, apenas a África do Sul, que é o país mais afetado do continente, contabiliza agora 661.936 casos e 15.992 mortos.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, tem 301.375 pessoas infetadas e 10.077 mortos e na África Ocidental o número de infeções é de 172.594, com 2.580 vítimas mortais.

A região da África Oriental ultrapassou a barreira das 160.000 infeções nas últimas 24 horas, contabilizando agora 160.977 casos e registando 3.155 vítimas mortais.

Na África Central estão contabilizados 56.986 casos e 1.071 óbitos, os mesmos do dia anterior.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 5.787 mortos e 102.141 infetados e Marrocos contabiliza 1.830 mortos e 101.743 casos, os mesmos dados indicados no dia anterior.

A Argélia surge logo a seguir, ultrapassado nas últimas 24 horas a barreira dos 50.000 casos (50.026), com 1.679 vítimas mortais.

Nos seis países mais afetados estão também a Nigéria, com 57.437 infetados e 1.100 mortos, e a Etiópia, com 69.702 infetados e 1.108 mortos.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos e Moçambique em número de casos.

Angola regista 154 mortos e 4.117 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 vítimas mortais e 5.018 infetados), Cabo Verde (52 mortos e 5.281 casos) e Moçambique (44 óbitos e 6.912 infetados).

A Guiné-Bissau mantém os 39 mortos, subindo os infetados para 2.324, enquanto São Tomé e Príncipe mantém o número de 15 mortes e 908 infetados.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito em 14 de fevereiro e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 961.531 mortos e mais de 31,1 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

SMM // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS