Covid-19: Moçambique vai ter centros de tratamento e isolamento em todas as províncias

As autoridades de Moçambique prepararam centros de tratamento e isolamento em todas províncias do país, após registos dos primeiros casos do novo coronavírus em países africanos.

Covid-19: Moçambique vai ter centros de tratamento e isolamento em todas as províncias

Covid-19: Moçambique vai ter centros de tratamento e isolamento em todas as províncias

As autoridades de Moçambique prepararam centros de tratamento e isolamento em todas províncias do país, após registos dos primeiros casos do novo coronavírus em países africanos.

“Houve identificação de centros de isolamento e tratamento em todas as províncias”, lê-se no plano de ação do Governo moçambicano contra o Covid-19, consultado hoje pela Lusa.

Apesar de destacar que não há registo de casos confirmados em Moçambique e nos países vizinhos (na África Austral), as autoridades moçambicanas estão a adotar um conjunto de medidas para evitar o surto.

“Numa situação de ausência de casos como acontece em Moçambique, o principal objetivo da vigilância ativa nos principais pontos de entrada é prevenir a introdução do vírus no país”, lê-se no documento, que propõe, entre outras medidas, o reforço da vigilância nos pontos de entrada (fronteiras terrestres, portos e aeroportos), medida já em curso.

No documento frisa-se que em Moçambique existem muitos locais “que podem constituir pontos de entrada vulneráveis de viajantes infetados por Covid-19”.

“Por essa razão, os pontos de entrada constituem um elemento essencial na prevenção”, vinca-se no documento.

O plano de ação do Governo moçambicano contra o Covid-19 está orçado em cerca de 2 milhões de meticais (27 mil euros).

O surto de Covid-19, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.100 mortos e infetou mais de 90.300 pessoas em cerca de 70 países e territórios, incluindo duas em Portugal.

No continente africano, segundo dados do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças atualizados hoje de manhã, foram registados um total de nove infeções, nomadamente na Argélia (03), Nigéria (01), Egito (02), Marrocos (01), Senegal (01) e Tunísia (01).

Das pessoas infetadas em todo mundo, cerca de 48 mil recuperaram, segundo autoridades de saúde de vários países.

Além de 2.943 mortos na China, onde o surto foi detetado em dezembro, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América, San Marino e Filipinas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional de risco “muito elevado”.

EYAC/RYR // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS